NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Faetec prorroga inscrições para contratação temporária

Remuneração dos cargos varia entre R$ 1 mil e R$ 3 mil

Interessados devem fazer a inscrição no site da instituição

Divulgação

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), instituição veiculada a Secretaria de Estado, Ciência e Tecnologia (Secti), prorrogou até o dia 31 de março, as inscrições para a contratação temporária por tempo determinado para os cargos de Professor de Ensino Superior, Professor I, Supervisor Educacional, Orientador Educacional e Instrutor. Os interessados devem fazer a inscrição no site da instituição.

O processo seletivo será realizado em etapa única, de caráter eliminatório e classificatório, consistente em critério objetivo de seleção relativo à avaliação de títulos (já concluídos) e experiência do candidato. Serão classificados os candidatos que obtiverem maior pontuação. A Fundação reserva ainda 5% das vagas para pessoas com deficiências e 20% para negros e índios.

"Neste difícil momento em que estamos no enfrentamento contra o avanço do Coronavírus, essas vagas surgem como uma oportunidade para conseguir um espaço um mercado de trabalho, além de fortalecer o time da nossa Fundação. Entendemos a gravidade das circunstâncias atuais e estender o prazo das inscrições possibilita assegurarmos um quadro de funcionários completo durante o ano letivo", disse o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues.

Os selecionados terão direito a licenças maternidade e paternidade; férias proporcionais, 13º salário, inclusive proporcionais, desde que preenchidos os requisitos legais e remuneração não inferior ao piso regional fixado em Lei Estadual, de acordo com a respectiva categoria.

"Em razão da emergência de saúde pública causada pela pandemia do coronavírus, estendemos o prazo de inscrição para que mais pessoas tenham a oportunidade de se candidatar neste concurso. E, assim, garantirmos uma Educação Tecnológica e Profissional de qualidade para população fluminense quando as aulas retornarem", pontuou o presidente da Faetec, Romulo Massacesi.

Scroll To Top