Covid-19: Prefeitura de Niterói e Fiocruz seguem convocando profissionais de saúde para testes da vacina

Estudo conta com a parceria da Fundação Municipal de Saúde de Niterói - Foto: Doulgas Macedo/Prefeitura de Niterói

Coronavírus
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Os profissionais de saúde do Rio de Janeiro que atuam na linha de frente no combate à covid-19 ainda podem se candidatar a participar dos testes da vacina Coronavac. Os candidatos devem, obrigatoriamente, atuar no cuidado direto de pacientes com Covid-19. Para se inscrever, basta enviar e-mail para [email protected]

O ensaio clínico de fase 3 tem como objetivo avaliar a eficácia e a segurança da vacina produzida pela farmacêutica Sinovac Biotech. Em todo o Brasil o estudo é coordenado pelo Instituto Butantan e o centro de pesquisa do Rio de Janeiro é de responsabilidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), sob coordenação do médico infectologista e pesquisador André Siqueira. O estudo também conta com parceria da Fundação Municipal de Saúde de Niterói.

A expectativa é recrutar cerca de 850 voluntários em todo o estado do Rio de Janeiro, os quais farão aplicação de duas doses da vacina (com intervalo de 15 dias) e acompanhamento em Niterói, na Policlínica Dr Sérgio Arouca. “Ainda precisamos de mais voluntários. Os participantes podem ser moradores de qualquer município do Rio de Janeiro”, destacou Siqueira.

A vacina da Sinovac utiliza o vírus inativado, ou seja, que não tem capacidade de se replicar. Outras vacinas já bastante conhecidas no mercado utilizam o mesmo método, como as vacinas contra gripe e difteria e tétano.

“Seguimos uma legislação de pesquisa clínica rigorosa, que assegura todos os direitos e a segurança dos participantes. Essas pessoas estão contribuindo para o avanço do conhecimento científico, com a perspectiva de que tenhamos uma vacina que possa ser aplicada ao público de forma ampla”, Siqueira. Todas as dúvidas dos interessados em participar do estudo serão esclarecidas pela equipe de pesquisa.

Para fazer parte do estudo é necessário ficar atento aos critérios de inclusão. Veja abaixo as principais exigências:

- Idade entre 18 a 59 anos;
- Profissional de saúde atuando na linha de frente da Covid-19 (trabalhando diretamente no atendimento e/ou testagem de pacientes infectados pela doença);
- Não ter sido contaminado pelo novo coronavírus previamente;
- Não participar de outros estudos clínicos;
- Não estar grávida ou ter intenção de engravidar nos próximos meses;
- Não apresentar doenças crônicas não-controlada;
- Ter registro ativo no conselho profissional de seu ofício.