NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Uruguai adota restrição à Argentina

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, determinou o fechamento de todas as fronteiras, terrestre, fluvial e aérea, com a Argentina a partir da 0h de terça-feira (17). Os cidadãos uruguaios e os estrangeiros residentes no país poderão entrar no país. Também está autorizada a entrada de mercadorias e ajuda humanitária. O país tem hoje 29 casos de infectados pelo novo coronavírus. A decisão foi tomada após uma videoconferência realizada na segunda-feira e que contou com a participação dos presidentes do Brasil, Argentina, Paraguai, Chile, Equador, Colômbia, Peru, Bolívia e Uruguai. Os postos de fronteira terrestre entre Brasil e Uruguai também foram fechados. Eles estão nas cidades brasileiras de Santana do Livramento (fronteira com Rivera, no Uruguai), Quaraí (com Artigas), Jaguarão (com Rio Branco), Barra do Quaraí (com Bella Unión), Chuí (com Chuy) e Aceguá (com Aceguá).

Lacalle Pou afirmou que conversou com o ministro da Defesa do Brasil, Fernando Azevedo e Silva, na tentativa de estabelecer algum controle nas fronteiras entre os dois países, por se tratar de fronteira seca (sem rio, lago ou oceano).

Outra decisão anunciada foi a suspensão dos voos provenientes da Europa a partir de sexta-feira (20). O retorno de milhares de uruguaios está sendo analisado pelo Ministério das Relações Exteriores, que está em contato com as embaixadas para colaborar com o regresso dos cidadãos.

O Uruguai, que registrou o primeiro caso de coronavírus na última sexta-feira, agora já é o terceiro país se considerados os casos de infectados em relação ao tamanho da população. Com 29 casos confirmados e uma população de 3,5 milhões de habitantes, o país tem um caso a cada 119 mil habitantes.

Scroll To Top