NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Prefeito de SG recebe atletas medalhistas no Taekwondo

Jovens fazem parte do Dandara, espaço de ressocialização e acolhimento

Atletas participarão ainda este ano de mais seis competições, sendo três no estado do Rio de Janeiro e três fora

Divulgação

O prefeito José Luiz Nanci recebeu em seu gabinete, nesta quinta-feira (5), as atletas gonçalenses de Taekwondo que foram medalhistas na categoria juvenil (de 15 a 17 anos) do Troféu Brasil, campeonato que aconteceu no último domingo (01), no Club Municipal, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. Em sua primeira competição, a equipe formada por jovens acolhidas no Espaço de Reinserção Social Dandara conquistou quatro medalhas, sendo uma de ouro, duas de prata e uma de bronze.

“É muito gratificante poder receber essas meninas tão jovens, dedicadas e com muito talento. Aproveito para parabenizar a cada uma delas por esta conquista e pedir para que continuem focadas e investindo no esporte, porque além de promover saúde e bem-estar, ele é capaz de transformar vidas. Nós, enquanto governo, devemos estimular a prática de esportes e estamos à disposição para ajudá-las e incentivá-las a seguirem acreditando que são capazes de conquistar muito mais”, afirmou o prefeito.

As usuárias do Dandara praticam a arte marcial semanalmente, de segunda a quinta-feira, na Oficina de Taekwondo que é realizada no próprio espaço. A atividade é ministrada pelo professor de educação física, Romenig Hervano, que foi quem inscreveu as meninas na competição e se surpreendeu com a desenvoltura das atletas.

“Estou muito feliz com a conquista dessas medalhas e não só por isso, mas por todo o processo que foi feito até essa conquista. É o primeiro passo de uma grande caminhada, tanto na vida esportiva, que espero que elas deem segmento, quanto na vida delas de uma maneira geral. Já tive outras conquistas, com outros alunos meus, mas essa teve uma representatividade muito grande na minha vida, me engrandeceu muito como pessoa e sei que isso é só o começo de uma grande caminhada na vida delas", conta.

Uma das atletas participantes foi a Thais, de 17 anos e ganhadora da medalha de ouro. Ela participa desde que começou há dois meses e afirma que foi a realização de um sonho. "Eu via filmes na televisão de pessoas lutando, achava o máximo, nunca esperaria que poderia participar de algo assim. Quando soube das aulas, fiz uma experimental e adorei. Agora ganhei o primeiro lugar num campeonato e estou muito feliz por tudo isso, por essa oportunidade. Agradeço imensamente a todos que me proporcionaram essa conquista e principalmente ao professor Romening que sempre nos incentivou e nunca desistiu de nós", declara.

As atletas participarão ainda este ano de mais seis competições, sendo três no estado do Rio de Janeiro e três fora do estado. Em setembro acontecerá uma em São Paulo e outra em Itajaí (SC), já em outubro na cidade de Maringá (PR), as demais ao final do ano.

"Poder ver essas jovens que, apesar da pouca idade, já viveram momentos difíceis na vida, se dedicando ao esporte, que é um instrumento de inclusão social, nos emociona muito. Desejo muito sucesso e felicidades na trajetória dessas meninas", disse Marta Maria Figueiredo, secretária da pasta.

No encontro, também participaram a chefe de gabinete, Eliane Gabriel, a coordenadora do programa família acolhedora, Dinamarcia Monteiro, e a coordenadora do projeto, Marina Guimarães.

Projeto - O Dandara é um espaço de ressocialização e acolhimento, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que assiste meninas com idade entre 12 e 18 anos. Reinaugurada em 2017, a casa que fica no bairro Jardim Catarina foi reformada, com espaços ampliados, a fim de ofertar um atendimento humanizado às adolescentes. O equipamento conta com assistentes sociais, psicólogos e educadores sociais capacitados para oferecerem acolhimento e afeto, marcando uma nova fase na vida de cada usuária.

Scroll To Top