NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Botafogo corre para evitar ações na Justiça

Clube busca receitas para quitar pendências

Duelo contra a equipe cearense é tratado com responsabilidade pelo Botafogo

Vitor Silva/Botafogo

Com dois meses de salários em atraso, fora direitos de imagem, os jogadores do elenco do Botafogo estão protestando abertamente. Se negaram a participar de ações de Marketing do clube e, além disso, não darão entrevistas dentro da sala de imprensa do clube, onde normalmente aparecem os patrocinadores. Os dirigentes trabalham para conseguir amenizar a situação, porém, a maior preocupação é conseguir pagar algum dos salários em aberto, ou até mesmo todos, antes de 7 de outubro, data que vence os salários de setembro. Isso porque, pela legislação, com três meses de vencimentos em aberto qualquer jogador pode ir à Justiça e conseguir a sua liberação por quebra unilateral de contrato.

Recentemente o Botafogo enfrentou este problema, mais precisamento em 2014. O volante Gabriel e o meia Daniel, ambos revelados nas categorias de base, conseguiram deixar o Alvinegro por conta desta situação.

Scroll To Top