NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Fundo chinês alivia folha do Botafogo

Grupo de investidores ajuda a pagar parte dos vencimentos com jogadores e funcionários

Jogadores receberam o mês de junho e a maior parte de julho

Vitor Silva/Botafogo

A diretoria do Botafogo vem sofrendo para conseguir colocar em dia a folha salarial do elenco. Esta semana conseguiu pagar os salários de junho e a maior parte de julho, além de normalizar a situação com os funcionários. O dinheiro, porém, foi obtido de uma maneira no mínimo curiosa, porém, animadora para a torcida botafoguense: um Fundo de Investimento da China emprestou o dinheiro.

Nos últimos dias empresários chineses visitaram o clube interessados em conhecer a história do Botafogo e saber como anda o processo para que o futebol do clube vire empresa, o que está previsto para acontecer em janeiro, quando, com aval da CBF, o Glorioso vai colocar em prática o plano de profissionalização de sua gestão definido pelos irmãos Moreira Salles, que vão colocar inclusive um aporte financeiro no clube.

Esse Fundo de Investimento da China é um dos interessados em investir no Botafogo para que o clube pague suas dívidas e monte um time capaz de brigar por grandes títulos. O fato de o Botafogo virar empresa vem chamando a atenção de empresários em vários países. Na Inglaterra também existem investidores acompanhando o processo.

Dentro de campo o técnico Eduardo Barroca segue trabalhando o elenco de olho no duelo contra o São Paulo marcado para este sábado, às 11h, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro. Para este compromisso o atacante Diego Souza, por questões contratuais não pode ir a campo. Assim, Victor Rangel deve assumir a vaga. A boa notícia é o retorno do lateral-esquerdo Gilson, desfalque no empate sem gols com o Ceará por conta de um desgaste muscular e que vai reaparecer no posto do jovem Lucas Barros.

Scroll To Top