NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Pés no chão para surpreender a Raposa

Atacante do Flamengo ressaltou importância da vitória em casa

Bruno Henrique quer que o Rubro-Negro aproveite o fator casa para vencer

Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo segue se preparando para o duelo contra o Cruzeiro neste sábado, às 17h, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo pode ser considerado um choque de opostos uma vez que os cariocas lideram a competição com 42 pontos, enquanto que os mineiros aparecem na zona de rebaixamento com 18 pontos e em um momento delicado.

Neste cenário o favoritismo do Flamengo salta aos olhos, porém, os jogadores do clube carioca preferem minimizar a diferença entre os times.

"Vai ser um jogo complicado, pois o Cruzeiro precisa muito do resultado, assim como o Flamengo. O time deles não atravessa um momento de conseguir somar muitos pontos, tem lutado com dificuldade, mas tem qualidade, tradição e vai se reencontrar. Portanto, sabemos que isso só gera um grau de dificuldade maior, pois o Cruzeiro vai correr em dobro para se recuperar e pegar embalo na competição. Cabe ao Flamengo conseguir fazer mais uma vez um jogo de alto nível para neutralizar os pontos fortes do Cruzeiro e conseguir o resultado positivo," disse o zagueiro Rodrigo Caio.

O atacante Bruno Henrique, um dos principais destaques da equipe comandada por Jorge Jesus, segue a mesma linha de raciocínio.

"Vantajoso é o momento que eles não estão enfrentando bem, mas perigoso que eles têm uma equipe muito boa. E teve a chegada do Rogério Ceni, um treinador muito qualificado," disse o atacante.

Melhor ataque da competição com 42 gols marcados e semifinalista da Libertadores, o Flamengo ainda tem o que evoluir. Pelo menos é o que acredita Bruno Henrique.

Na manhã desta quinta-feira, o atacante concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu e falou sobre o momento da equipe, garantindo que ainda há o que melhorar.

"A gente trabalha para evoluir a cada dia, tenho certeza que estamos subindo de nível a cada treino. Claro que às vezes acontece coisa que a gente não quer, mas todos queremos chegar ao 100%. Se chegou ou não não sei, mas vejo evolução", disse.

O jogador ainda citou possíveis comparações entre o nível do ataque flamenguista e o dos outros times que brigam pelo título, e fez questão de também exaltar a torcida.

"Comparação nunca cheguei a ouvir. A única coisa que a gente ouve é que o time consegue dar resposta boa. Está sendo muito lindo ver o Flamengo jogar", afirmou.

Scroll To Top