NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Surfista brasileira Tatiana Weston-Webb é primeira a se garantir em Tóquio 2020

A gaúcha venceu bateria com nota 14,67, enquanto a adversária alcançou apenas 10,80

Brasil já tem uma nova representante no Circuito Mundial desde abril de 2018

Divulgação/WSL/MATT DUNBAR

O Brasil já tem uma representante na estreia do surfe como modalidade olímpica, nos Jogos de Tóquio 2020, no Japão. A gaúcha Tatiana Weston- Webb, de 23 anos, garantiu na manhã do último domingo (20) uma das oito vagas destinadas às melhores surfistas do mundo. A brasileira assegurou presença em Tóquio ao superar a havaiana Coco Ho nas oitavas de final da etapa de Peniche (Portugal) do Circuito Mundial de Surfe.

Tatiana Weston-Webb venceu bateria com nota 14,67, enquanto a adversária alcançou apenas 10,80. Com o triunfo, a gaúcha avançou às quartas de final contra a australiana Sally Fitzgibbons. A próxima janela de competições em Peniche está prevista para esta quarta-feira (23).

Gaúcha de nascimento,Tatiana foi criada no Havaí, e já competia por lá, quando em abril do ano passado passou a defender o Brasil no Circuito Mundial de Surfe.  Ela ocupa atualmente a oitava posição no ranking mundial feminino da World Surf League (WSL). 

Outra brasileira, a cearense Silvana Lima é a décima segunda no ranking, e ainda está na briga pela segunda vaga do Brasil em Tóquio 2020, apesar de ter sido eliminada ontem (20), em Peniche, pela norte-americana Lakey Perterson.  

O surfe estreia ano que na Olimpíada de Tóquio. A disputa reunirá 40 surfistas (20 homens e 20 mulheres). Cada país pode participar com no máximo quatro surfista, dois em cada gênero.

Scroll To Top