NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Marcão ainda sonha com Sul-Americana

Treinador ainda acredita em uma vaga no torneio internacional

Treinador valorizou no empate e confirmou o sonho de uma vaga na Sul-Americana

Lucas Merçon / FFC

O Fluminense esteve perto de se afastar de vez da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Avaí, na Ressacada. O técnico Marcão lamentou a bobeada da equipe nos minutos finais, mas destacou que a equipe vem sofrendo com a sequência de jogos.

"A gente parou de controlar o jogo, o que não poderia acontecer. Toda essa maratona de jogos também nos prejudicou, não conseguimos dar sequência. Tivemos três jogos em praticamente uma semana. Tentamos ter posse de bola, controlar o jogo, mas não conseguimos. Ficou um duelo igual, aberto. O Fluminense poderia ter feito o segundo, mas fomos penalizados com um pênalti marcado", disse.

Mesmo com a igualdade, o Fluminense pode sacramentar a permanência na Série A nesta segunda-feira, caso o Vasco vença o Cruzeiro, em São Januário. Caso o resultado aconteça, Marcão afirmou que o foco dos tricolores passa a ser a busca de uma vaga na Sul-Americana.

"Com o apoio do nosso torcedor no Maracanã, podemos pensar em coisas maiores. Nossos atletas estão comprometidos com o clube e com as nossas pretensões", declarou.

O Fluminense volta a campo nesta quarta-feira, quando recebe o Fortaleza, no Maracanã. Com 42 pontos, os tricolores estão atrás do Botafogo, último dentro da zona de classificação para a Sul-Americana, pelos critérios de desempate.

Scroll To Top