NITERÓI/RJ
Min:   Max:

São Gonçalo institui o "Projeto Capoeira nas Escolas"

O objetivo é proporcionar aos alunos o acesso a informações necessárias sobre a importância da capoeira como fator de integração da comunidade com a escola

Vinda da África, a capoeira se tornou uma representação cultural não só no território brasileiro, mas também em outros 160 países no mundo

Divulgação/ Prefeitura de São Gonçalo

Com o pensamento de aproximar os alunos da Rede Municipal de Educação junto à capoeira, a Prefeitura Municipal de São Gonçalo promulgou a Lei nº 1147/2020, que foi publicada no Diário Oficial na última quinta-feira (6), que institui o "Projeto Capoeira nas Escolas".

O principal objetivo é proporcionar aos alunos da rede pública municipal de ensino acesso a dados e informações necessárias à determinação da importância da capoeira como fator de integração da comunidade com a escola, promovendo a análise crítica dos impactos causados, tanto pela discriminação do praticante da capoeira, como pela oportunidade de se trabalhar por uma educação integral do ser humano.

Analisar e qualificar as condições de utilização da capoeira como fator de integração social e desenvolvimento da consciência do cidadão é uma das propostas, além da possibilidade da escola oferecer alternativas, atuando no desenvolvimento de atividades nos diferentes períodos de estudo, disseminando os conhecimentos sobre a arte da capoeira e realizando distribuição periódica de material didático produzido pela rede pública de ensino do Município de São Gonçalo.

Os planos de ensino, ou instrumentos equivalentes, definirão a forma de execução do Projeto Capoeira na Escola, inclusive quanto à participação de alunos, professores e servidores da rede pública municipal, bem como de segmentos da comunidade.

Marcelo Azeredo, secretário municipal de Educação, declara: "A capoeira desenvolve no aluno habilidades que vão além das capacidades físicas, como é um tema amplo, pode-se trabalhar de forma lúdica, assim brincando, os alunos tomam consciência do seu corpo e de suas capacidades motoras, facilitando o crescimento cognitivo e afetivo. O ensino da capoeira é um rico processo pedagógico que valoriza uma educação libertadora e consciente. Durante o seu ensino serão discutidos elementos históricos dessa manifestação cultural que a caracteriza enquanto luta pela libertação, enquanto símbolo de resistência contra vários tipos de dominação, e também enquanto espaço para o exercício da cidadania, de construção da identidade, autoestima e autonomia por parte de seus praticantes, no caso os nossos alunos", concluiu o secretário.

A origem da capoeira:

Vinda da África, a capoeira se tornou uma representação cultural não só no território brasileiro, mas também em outros 160 países no mundo. A prática é reconhecida como patrimônio cultural brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), desde 2008. Presente na cultura brasileira desde o tempo dos escravos, a capoeira é mais do que um esporte, é um misto de luta, arte, dança, ritmos e música, em uma roda cheia de gingado ao som do berimbau. Espalhada pelo Brasil, inicialmente a fim de trazer proteção, a capoeira também pode proporcionar benefícios não só para o corpo, mas também para a mente para os praticantes do esporte.

Scroll To Top