NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Aposentados sofrem estelionato em Niterói

Ambos tiveram cartão bancário furtado por golpistas

Idoso teve seu cartão trocado por mulher que fingiu precisar de ajuda

Marcelo Feitosa

Dois idosos foram vítimas de estelionatários, na última quinta-feira (19), em Niterói. Em ambos os casos, criminosos se apropriaram indevidamente de cartões bancários e fizeram compras e saques. Somados, os prejuízos ficam em torno de R$ 6,4 mil.

Na manhã desta sexta-feira (20), o aposentado Antônio Carlos Ferreira, de 70 anos, foi à delegacia do Centro de Niterói denunciar que uma mulher o abordou na rua de sua casa, no Pita, em São Gonçalo, por volta das 18h de quinta-feira. A suspeita, de aparentes 45 anos, afirmou que seu filho, de três anos, estava em casa doente e precisando de um remédio para tratar problemas no coração.

Antônio se sensibilizou e ofereceu ajuda  suposta estelionatária, que afirmou que o remédio era vendido somente em uma farmácia no Plaza Shopping, no Centro de Niterói. No entanto, o remédio não foi encontrado na farmácia e a golpista pediu para que o idoso realizasse um saque para comprar o medicamento no Rio de Janeiro.

Enquanto era feito o saque, na agência do Banco Santander da Praça do Rink, a mulher pediu para usar o cartão de crédito do idoso e as senhas com a justificativa de "realizar o procedimento mais rápido". Segundo a vítima, a mulher sacou R$ 180 e trocou o cartão do aposentado. A suspeita foi embora do local e, durante a noite, realizou outros saques e compras, que chegaram a R$ 6 mil.

Segundo o aposentado, a mulher havia tentado dar o golpe em uma vizinha, antes de abordá-lo. "Fui na intenção de ajudar, nunca ia imaginar que ela ia me roubar. Quando ela viu meu limite, ainda exclamou 'você tem 6 mil na conta?'", disse Antônio.

Na manhã de quinta (19), por volta de 11h, outro aposentado teve seu cartão furtado, em uma loja de utilidades na Avenida Visconde do Rio Branco, também no Centro. A pessoa que cometeu o crime sacou todo o dinheiro da conta da vítima.

Segundo Inácio Bispo, de 79 anos, ele deixou sua carteira com documentos, o cartão bancário e um papel com as senhas em cima de um balcão. Quando deu por falta já era tarde: quem se apropriou retirou todos os cerca de R$ 450 reais que possuía em conta.

Os criminosos ainda não foram identificados. Os casos estão sendo investigados pela 76ª DP (Centro).

Scroll To Top