NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Mulher é atingida por bala perdida em São Gonçalo

Vítima foi socorrida e já teve alta. O 7º BPM (São Gonçalo) realizava operação no Jardim Miriambi para reprimir o tráfico de drogas

Vítima foi encaminhada ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat)

Divulgação / Governo do Estado

Uma mulher de 30 anos foi atingida por bala perdida, na noite de quarta-feira (29), no bairro do Jardim Miriambi, em São Gonçalo, onde mora. Naquela noite momento, o 7º BPM (São Gonçalo) realizava operação na localidade.

A vítima foi socorrida ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat) com ferimentos leves e teve alta horas depois. 

De acordo com o batalhão, os agentes foram ao Jardim Miriambi para verificar informações recebidas pelo Disque Denúncia sobre prática de tráfico de drogas na região. Houve tiroteio e, após o confronto, um suspeito foi baleado e acabou morrendo e outros três foram presos em flagrante.

Com o quarteto, foram apreendidos três fuzis e uma granada. A ocorrência foi registrada na delegacia da região, a 74ª DP (Alcântara).

Outros casos

No último sábado (25), o idoso Jorge José Elias de Laia morreu ao ser atingido por bala perdida na comunidade Seis Pedal, no Engenho do Roçado, também em São Gonçalo. A PM também realizava operação na localidade no momento em que a vítima foi baleada.

Já no dia 6 de janeiro, a idosa Lisete Pereira, de 78 anos, morreu ao ser baleada no quintal de sua casa, no dia 5 de janeiro, no bairro do Arsenal. Inicialmente, o 7º BPM (São Gonçalo) negou estar realizando operação na localidade. No entanto, havia uma ação do batalhão em uma comunidade vizinha, a Dita, que fica no Jóquei. Para a investigação da Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói, é provável que o tiro que matou Lisete tenha partido dessa ação.

No dia anterior, 4 de janeiro, Adenir Nunes da Conceição, de 18 anos, também morreu por bala perdida, na comunidade do Portão do Rosa. No mesmo horário da morte, a PM informou que uma equipe foi atacada a tiros por criminosos, mas não revidou.

Scroll To Top