NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Impasse na Câmara de Niterói

Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) de agentes de trânsito segue em discussão

Agentes de trânsito na Câmara Municipal de Niterói

Douglas Macedo / Arquivo

Os agentes de trânsito que compareceram na sessão plenária, na noite desta quarta (18), na Câmara Municipal de Niterói, para acompanhar a situação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos servidores, foram embora para casa sem nenhuma resposta. Os vereadores da Casa pretendem se reunir nesta quinta (19), com o Procurador-Geral do Município, Carlos Raposo, para debater o tema. A Mensagem Executiva que contempla melhorias para estes trabalhadores foi sancionada pelo Prefeito Rodrigo Neves (PDT), em junho, no entanto com vetos a emendas dos vereadores.

Logo no início da sessão, o vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL) convidou aos colegas parlamentares a identificar de que órgão aqueles homens sentados fardados eram. "Todos sabem o que representa este uniforme? Nós temos um compromisso com essa categoria. Muitas conversas com todos os representantes culminaram na aprovação unânime, para sansão do Prefeito, e posterior veio o veto", criticou o vereador.

Nesta quinta (19), os legisladores se encontram com o Procurador-Geral do Município, Carlos Raposo, para esclarecer sem existem ilegalidades aos vetos do prefeito. "Precisamos analisar se constam ilegalidades nos vetos: pagamento retroativo e auxílio moradia", disse Cal.

Presente na sessão, o agente de trânsito Wagner Pereira dos Santos estava acompanhado por 17 servidores que se sentem desamparados. "Em verdade, não tenho sentimento algum, já estou nessa luta há tempos. Infelizmente o jogo político é assim. Outras matérias importantes para a sociedade precisam ser votadas, e eles estão com a pauta travada", lamentou.

A mensagem que institui o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos agentes de trânsito de Niterói havia sido enviada em fevereiro deste ano, entretanto, a classe apontou que ela continha erros quando comparada com as negociações com o Executivo no ano passado. A Prefeitura de Niterói, então, corrigiu as reivindicações e reenviou uma nova mensagem, que foi aprovada em plenário.

     

   

Scroll To Top