NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Witzel diz que aguarda posicionamento do Governo Federal até segunda

Governador do Rio criticou a mudança de postura do ministro da Saúde em relação ao isolamento

Witzel diz que continuidade das medidas protetivas dependem da ajuda financeira do Governo Federal

Marcelo_Feitosa

O governador Wilson Witzel informou, nesta quinta-feira (26), que espera que o Governo Federal apresente, até a próxima segunda-feira (30), ações concretas para ajudar a economia do Estado do Rio de Janeiro durante o período de restrições em vigor por conta do Covid-19. Em reunião via teleconferência, ocorrida nesta quarta-feira (25), o ministro da Economia Paulo Guedes sinalizou que anteciparia recursos do leilão da Cedae para o Rio de Janeiro. 

O governador reiterou que o isolamento social é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde, do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e do secretário de Saúde. Witzel se diz estarrecido com a repentina mudança de postura de Mandetta, que ontem se alinhou ao posicionamento do presidente Jair Bolsonaro, insinuando que era preciso começar a liberar as pessoas.

"Esse novo posicionamento nos surpreende e deixa a sociedade zonza, sem saber o que fazer. Fico em casa ou não fico em casa? Isso é inadmissível porque o ministro mudou totalmente sua visão sobre o isolamento, contrariando a recomendação da OMS. Isso é hora de fazer política?", afirma Witzel.

Em relação à avaliação da curva do coronavírus, o governador confirmou que no próximo dia 4 de abril fará uma avaliação da curva do vírus no estado, sob análise do secretário de Saúde, Edmar Santos, para estabelecer quais medidas tomar.


Scroll To Top