NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Incentivo rubro-negro no tratamento

Jogadores do Flamengo entregam aventais personalizados para os pequenos no Hospital Estadual da Criança

O lateral-esquerdo Filipe Luís e o ex-zagueiro Juan comandaram a iniciativa no Hospital Estadual da Criança

Divulgação

Ontem, Filipe Luís e Juan, jogadores do Clube de Regatas Flamengo, estiveram no Hospital Estadual da Criança (HEC) para entregar aventais personalizados para crianças em atendimento na unidade. O objetivo da iniciativa é encorajar pacientes durante atendimento, para que se sintam mais fortes e corajosos frente aos desafios de tratamento de longa duração.

A ideia foi lançada nos hospitais espanhóis com o lema “Las batas más fuertes”, que significa dizer aventais mais fortes. Agora, a ação chega ao Rio de Janeiro, no HEC, em Vila Valqueire, na Zona Oeste da cidade, através de parceria entre a unidade e o Flamengo, que doará as vestimentas com as cores e símbolo do clube.

Layla Ferreira, de 14 anos, vem de uma família de flamenguistas que jogam futebol sempre que podem. Ela jogava em um extremo ou outro: como goleira ou atacante. No momento, está dando uma pausa dos gramados para o tratamento, mas planeja voltar a jogar assim que puder. A visita de hoje lhe deu mais forças.

“Não tô acreditando até agora! Não fazia ideia que eles viriam aqui e estou muito feliz. O Juan jogava muito e adorei conhecer ele! Uma inspiração para mim”, afirmou animada.

“Me sinto privilegiado por poder participar de uma ação como essa”, afirmou Filipe Luís. Assim como Juan, que disse que a manhã foi especial.

“A camisa do Flamengo tem muita energia. Espero que tenha o mesmo efeito que tem para a gente em campo, dando mais força para lutar sempre”, disse.

Para o secretário de Saúde do estado do Rio de Janeiro, Edmar Santos, é um gol de placa do time carioca.

“É uma bela atitude do clube. Tenho certeza que gestos como esse contribuem na humanização do atendimento, algo que temos buscando desde o início da gestão e que traz resultado para no tratamento. Agora, pretendemos estimular outros times a participarem”, afirma.

HEC - Primeira unidade do Rio de Janeiro voltada para atendimento pediátrico e referência em procedimentos de média e alta complexidades, o Hospital Estadual da Criança (HEC) recebe em torno de 85 pacientes ambulatoriais por dia. Única unidade pública a receber a certificação Nível 3 de Excelência pela ONA, o HEC já realizou mais de 30 mil procedimentos cirúrgicos, 162 transplantes, sendo 96 hepático e 66 renais, além de cerca de 110 mil consultas ambulatoriais.

Atualmente, o HEC conta com 43 quartos individuais, 10 de UTI neonatal, 05 de UTI Pediátrica, 10 poltronas de quimioterapia, 05 consultórios, 01 oficina de prótese, 01 consultório odontológico, 03 salas de cirurgia e 04 leitos de RPA (repouso pós-anestésico), exames de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ecocardiografia, raios x, endoscopia, colonoscopia, broncoscopia, serviços de fisioterapia motora e respiratória, terapia ocupacional e apoio psicológico, pedagógico e social. n

Scroll To Top