22
Qui, Out

UFF segue ativa durante a quarentena

Projeto 'Laboratório Aberto' já atingiu mais de 400 pessoas, com grande aceitação - Foto: Divulgação

Educação
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Devido à pandemia do novo coronavírus, as aulas nas universidades públicas e privadas, assim como as atividades extracurriculares, estão suspensas. Diante deste cenário, o Laboratório Aberto, projeto de extensão do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária da Universidade Federal Fluminens (UFF), encontrou uma forma de continuar com a pesquisa científica e também divulgar o trabalho da equipe.

Assim, o projeto tem postado diariamente, na página do Facebook e do Instagram (@laboratorioabertouff), vídeos e textos com materiais explicativos para tirar dúvidas sobre a covid-19. Além disso, alerta sobre os cuidados com os animais durante a quarentena, com divulgação do conhecimento de microorganismos que causam doença tanto em animais, quanto em humanos.

Apesar das postagens serem bastante educativas e informativas, o Laboratório Aberto prova que dá para misturar conhecimento científico com diversão. Nas redes sociais, são promovidos quizzes e jogos sobre saúde veterinária e publicados vídeos e animações com fantoches para crianças e jovens.

O projeto Laboratório Aberto, coordenado pela professora Aline Moreira de Souza, foi criado, segundo ela, "pelo desejo de fazer mais pela sociedade, de divulgar a ciência e despertar vocações". Atualmente, a equipe conta com 21 alunos de graduação e 7 alunas de pós-graduação, além de técnicos e professores da Faculdade de Veterinária da UFF.

"Uma equipe que além de talento e criatividade tem muito carinho pelo projeto e pelo nosso público. Em breve teremos lives também [no Instagram]. Muito conteúdo para crianças, para jovens que estão ainda sem saber que carreira seguir e para todos que trazem curiosidade em seu coração", afirma Aline Moreira de Souza.

Segundo pesquisa realizada pela equipe, o projeto já atingiu mais de 400 pessoas, com grande aceitação. Mais de 95% consideraram excelente o projeto e mais de 83% consideraram que as atividades contribuíram para aumentar o interesse pela ciência.

Além dos posts no Facebook e Instagram, o Laboratório Aberto também promove eventos científicos abertos ao público. Desde 2018, as portas do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária, utilizado em aulas e pesquisas científicas, são abertas para receber convidados interessados em conhecer o espaço. Na primeira edição, o projeto recebeu cerca de 100 pessoas e ainda foram realizadas sessões extras.

Em 2019, além do evento no Laboratório, o projeto de extensão fez sessões no "UFF nas praças", no Campo de São Bento, e na "Mostra Científica do III Congresso Científico e Tecnológico do Ensino Médio", no Colégio Salesianos. Nestes eventos, crianças e adultos, que nunca tiveram contato com equipamentos de laboratório, são orientados quanto ao uso do microscópio e podem visualizar as lâminas de esfregaço sanguíneo analisadas na rotina do patologista clínico veterinário.

"Este ano, nosso olhar estava mais voltado para aqueles que têm menos oportunidades e queríamos levar o projeto em escolas, principalmente, aquelas que não tem um Laboratório de Ciências ou que não podem utilizá-lo por falta de materiais e de manutenção de equipamentos. Como nossas atividades presenciais estão suspensas até o fim da pandemia e queremos ficar pertinho do nosso público, atualizamos as páginas do Instagram e do Facebook do nosso projeto e temos feito postagens diárias", conclui a idealizadora do projeto.

 

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.