14
Sex, Ago

Teatro infantil na internet

Oficina Social de Teatro recebe live da peça infantil "Juvenal, Pita e o Velocípede" - Foto: Renato Mangolin / Divulgação

Entretenimento
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Para fechar o mês de maio, a OST convidou o ator Eduardo Almeida, da Pandorga Companhia de Teatro. Ele vai apresentar, no dia 29, às 20h, a leitura dramatizada da peça “Juvenal, Pita e o Velocípede”, que estreou em 2015 e fez intenso sucesso no cenário cultural no Brasil e na América Latina. A apresentação acontecerá no instagram oficial da escola:  www.instagram.com/oficinaosocialdeteatro
 
A Companhia estreou em 2007 com "O Menino que Brincava de Ser". Depois seguiram-se Cabeça de Vento (2012) e Juvenal, Pita e o Velocípede (2015). Com perfis de espetáculos para toda família, estas peças conquistaram público e crítica pela abordagem clara e sensível de temas como diversidade, morte, luto e ausência, e pelo ótimo nível de suas produções.

"O Menino que Brincava de Ser", inspirado no livro homônimo (DCL, SP, 2000) da escritora carioca Georgina Martins, aborda o tema da diversidade junto ao público infanto-juvenil. O espetáculo foi várias vezes apontado como um dos melhores espetáculos infantis em cartaz pela crítica da Revista Veja Rio. A convite do CBTIJ/ASSITEJ Brasil (Centro Brasileiro do Teatro para Infância e a Juventude), em outubro de 2015 "O Menino que Brincava de Ser" fez uma temporada no Teatro Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, comemorando 8 anos de circulação e a marca de 150 apresentações.

Por conta desta temporada, o espetáculo recebeu duas indicações ao 2º Prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças 2015 (texto adaptado, para Cleiton Echeveste, e atriz, para Tatiana Henrique). Em 2012, em parceria com a Gam Produções, a Pandorga foi contemplada com o 1º Prêmio Montagem Cênica, da Secretaria de Estado da Cultura, para a montagem de Cabeça de Vento, texto original de Cleiton Echeveste, espetáculo que aborda poeticamente as temáticas da perda e do luto. O espetáculo conquistou 13 prêmios em festivais nacionais de teatro, em todas as categorias de criação, e recebeu 3 indicações ao 7º Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil, incluindo melhor produção. Em 2013, o texto da peça foi lançado em livro, pela Giostri Editora, de São Paulo. 

Espetáculo mais recente da companhia, "Juvenal, Pita e o Velocípede" é um mergulho em memórias de infância, construindo um diálogo entre a infância de hoje e a infância da geração nascida nos anos 70. Ausência, saudade e amizade são temas do espetáculo, que foi apontado como um dos maiores destaques da temporada 2015 no Rio de Janeiro.
 
O espetáculo foi ganhador de dois troféus no 10º Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil, nas categorias texto, para Cleiton Echeveste, e iluminação, para Ricardo Lyra Jr., além de outras quatro indicações (espetáculo, direção, ator e figurino). No 2º Prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças, Eduardo Almeida foi ganhador do troféu na categoria melhor ator. Juvenal foi também indicado nas categorias espetáculo, texto, direção e ator, além de ser o primeiro espetáculo da Pandorga a participar de um evento internacional. Em abril de 2016, o espetáculo fez três apresentações em Lima, no Peru, dentro da programação do VI Congresso de Literatura Infantil e Juvenil, promovido pela Casa da Literatura Peruana, e do I Festival do Livro e das Ideias, promovido pelo Ministério da Cultura do Peru.
 
O espetáculo foi ainda convidado a apresentar-se na Faculdade de Artes Cênicas da Universidade Católica do Peru. Em julho de 2016, foi lançado um livro com o registro da montagem, reunindo o texto da peça, fotos e relatos sobre o processo de todos os seus criadores, pela Giostri Editora, de São Paulo. No final do ano de 2017, o espetáculo foi apresentado em Quito, Equador, no 13º Festival Internacional de Teatro para Crianças e Jovens – Guaguas de Maíz e no 9º Festival Internacional de Artes Al Sur del Sur.
Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.