19
Sáb, Set

Mostra do Filme Livre começa dia 12 de setembro no formato on line

A 19ª edição contou com 910 inscritos de várias partes do Brasil e vai exibir 53 curtas, médias e longas de todos os gêneros. Mostra é dedicada ao artista Sergio Ricardo.

Entretenimento
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Este ano a Mostra do Filme Livre, a maior mostra de filmes independentes do Brasil, vai acontecer pela primeira vez no formato on line, devido à pandemia, de 12 a 20 de setembro através de parceria com o site www.poloaudiovisual.tv. Neste período a MFL vai exibir 53 filmes da nova safra autoral e de invenção audiovisual do Brasil, todos podem ver a qualquer hora e de qualquer local, gratuitamente. O evento recebeu 910 inscrições e teve 53 filmes selecionados. Foram inscritos 870 curtas e médias e 40 longas (+70min.). Desde 2002 a MFL já esteve em mais de 80 cidades exibindo filmes livres para mais de 150.000 pessoas, valorizando filmes e realizadores que muitas vezes não seriam vistos e/ou sabidos de outras formas, por não terem cunho comercial / industrial. A seleção 2020 esta em https://www.mostralivre.com , vários filmes possuem trailers.  

A MFL 2020 será dedicada à memória do artista multimídia Sérgio Ricardo, que foi homenageado na edição de 2009 e que faleceu em julho de 2020, aos 88 anos. Haverá uma live de abertura, dia 12-09 às 19h, com o criador da mostra e curador Guilherme Whitaker e com os diretores Victor Magrath e Marina Lutfi, do média "Na Rota do Vento, O Cinema na Música de Sérgio Ricardo", que será exibido como convidado. Outras duas lives / debates irão acontecer: dia 19, às 19h, com os curadores Gabriel Sanna e Scheilla Franca e a direção do longa baiano "Até o fim", Ary Rosa e Glenda Nicácio.  O filme será exibido como convidado apenas neste dia 19. E dia 20 às 19h a live de encerramento, com GuiWhi e a direção dos 3 filmes a serem premiados. O júri será formado por nomes atuantes no audiovisual independente:  Cláudia Cárdenas, Ewerton Belico e Beatriz Vieirah.  

Os filmes serão exibidos dentro de 4 recortes: Panoramas Livres (curtas, médias e longas), Mundo Livre (filmes feitos por brasileiros no exterior), Biografemas (filmes sobre outros artistas) e Pílulas (filmes de até 5min.), todas sessões já tradicionais da MFL.  O júri definirá os 3 filmes mais instigantes, que ganharão o troféu "Filme Livre!". Dentre os 53 filmes desta edição especial (a edição regular, física, exibia 200 filmes) estão curtas, médias e longas de todos os formatos e gêneros, feitos por cineastas de todo o Brasil. 

Para GuiWhi, que criou o evento em 2002 no RJ, “a MFL nasceu para dar mais espaço e visibilidade às produções sem patrocínios, normalmente em vídeo (importante ressaltar que nesta época existia diferença entre cinema e vídeo), que não tinham espaço. Este ano será um divisor de águas: muitos eventos, como a MFL, que só aconteciam em salas de cinema e usavam a internet basicamente para divulgação, e agora, obrigados a usar a web para acontecer, vão se ampliar e dificilmente deixarão de fazer sessões online nas próximas edições. Se não exibir a mostra completa, ao menos algumas sessões deverão acontecer também online, até para alcançar um público maior do que apenas de quem pode ir às sessões físicas, o que não deixa de ser bom. Pessoas fora do eixo RJ/P/DF, onde a MFL costumava acontecer, e que sempre quiseram participar e ver nossos filmes, este ano poderão assistir, de qualquer lugar e a qualquer hora, toda a mostra". 

Será a primeira edição sem o patrocínio do CCBB (desde 2002 a MFL era financiada pelo Banco do Brasil e acontecia no CCBB Rio - depois chegando aos CCBBS SP, DF e MG, sempre através da Lei Rouanet). Por isso a MFL está fazendo uma campanha para arrecadar verba a fim de remunerar quem trabalha no evento este ano. Camisas 2020 originais e retrôs da mostra, canecas e diversas obras de arte doadas por artistas são as recompensas para quem ajudar, em www.benfeitoria.com/mfl2020.  A mostra ganhou o edital especial (Covid-19) de cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro e tem o apoio do Polo Audiovisual e da Fábrica do Futuro para acontecer.

Nestes 18 anos, a MFL homenageou grandes cineastas do nosso cinema, como Fernando Spencer, Luiz Rosemberg Filho, Andrea Tonacci, Eliseu Visconti, Ana Carolina, Sérgio Ricardo, Jose Sette, Edgard Navarro, Helena Ignez, Maurice Capovilla, Joel Pizzini, Sylvio Lanna e Luiz Paulino dos Santos, entre tantos outros.

A MFL nasceu e segue existindo para reverberar e valorizar filmes feitos sem grandes patrocínios, uso de editais e/ou leis de incentivos, filmes feitos em casa e/ou por pequenas empresas, entre amigos e/ou sozinhos. “A cada ano o Brasil produz milhares de filmes assim, de todos os formatos e gêneros. A MFL foi o primeiro festival a não fazer distinção alguma, ao mesmo tempo que buscava e segue buscando, neste manancial, os filmes que mais fogem do lugar comum narrativo, estético”, diz GuiWhi.

A Mostra do Filme Livre faz parte do Fórum dos Festivais.

 

LIVES:

dia 12-09, às 19h - Abertura: Com GuiWhi, Mariana Lufti e Victor Magrath, homenagem a Sérgio Ricardo

dia 19-09, às 19h - Debate com os curadores Gabriel Sanna e Scheilla Franca e os cineastas "Até o fim", Ary Rosa e Glenda Nicácio. 

dia 20-09, às 19h - Encerramento: Debate com GuiWhi e a direção dos 3 filmes premiados. 

 

SERVIÇO  

MFL2020 // 19ª. Mostra do Filme Livre

Programação completa: www.mostralivre.com 

Site das exibições: www.poloaudiovisual.tv 

Datas: de 12 a 20 de setembro de 2020 

Classificação: consultar programação em www.mostralivre.com 

Realização: WSET Multimídia  

Apoio: Polo Audiovisual, Fábrica do Futuro e Gov. Estado Rio de Janeiro.

Mais informações: 22 997773200 – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Imprensa: Alexandre Aquino > 21 | 98842 3199 // Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.