13
Qui, Ago

Oflu Esportes

Entidade de SP pede nulidade de acordo entre sindicato nacional e CBF - Foto: Divulgação / CBF

Futebol

O Sindicato de Atletas de São Paulo (Sapesp) entrou na Justiça pedindo a nulidade da medida que muda de 66 para 48 horas o intervalo mínimo entre jogos do Campeonato Brasileiro da Série A deste ano, em caráter excepcional, devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no calendário. O acordo foi anunciado no último dia 7 de agosto e aditado entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf).

A ação foi impetrada na última segunda-feira (10), no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, de Campinas (SP), onde o acordo foi homologado. Segundo nota conjunta assinada por CBF e Fenapaf, a medida teve anuência do Ministério Público do Trabalho.

“Fizeram o aditamento sem chamar São Paulo. Estamos pedindo a nulidade do procedimento porque não concordamos com as 48 horas. A nossa tese é que o clube pode jogar todos os dias da semana, desde que o atleta tenha o intervalo [entre partidas] observado e respeitado para ele poder se recuperar e não correr riscos de lesão”, explica o presidente do Sapesp, Rinaldo Martorelli, à Agência Brasil.

Já o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, garante que os jogadores dos clubes paulistas “e de todo o Brasil, que disputam a Série A” foram consultados previamente. “Todos, sem exceção, através dos respectivos capitães. A Fenapaf é a entidade nacional sindical e fala por todos os atletas do Brasil, o sindicato [paulista] querendo ou não”, afirma à Agência Brasil.

As duas entidades sindicais são rachadas. No ofício enviado à CBF na terça-feira (11), em que pede mudanças no protocolo sanitário do Brasileirão, por exemplo, o Sapesp diz que “não compõe a base da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol”.

Com restrições
O acordo aditado prevê que a redução do intervalo mínimo de 48 horas entre os jogos se aplique em somente quatro partidas por equipe, que não podem ser consecutivas, respeitando um período de, pelo menos, 15 dias entre elas. A princípio, a medida é válida somente para a Série A.

“Foi criada uma comissão de acompanhamento com membros da Fenapaf, da CBF e um médico eleito pelas duas instituições, respeitando o direito individual de o atleta não disputar uma partida em intervalo reduzido, se ele entender que não é pertinente, sem que incorra em justa causa. As medidas foram tomadas, prioritariamente, ouvindo os atletas, que entendiam ser possível mais uma cota de sacrifício, que não acarretaria em danos e perigo à saúde. Isso é fundamental que fique esclarecido”, explica Leite.

Segundo o presidente da Fenapaf, a ideia é reorganizar o calendário até 2021 e garantir as férias coletivas ao final do próximo ano e um período para descanso aos atletas no fim deste. “Inclusive, já foi mudado no calendário, a 28ª rodada foi adiada para os dias 6 e 7 de janeiro, não será mais no dia 3 [de janeiro]”, afirma.

A previsão era que o Brasileirão começassem em maio e terminasse em dezembro, mas a pandemia do novo coronavírus postergou o pontapé inicial da competição para agosto. A CBF determinou que a Série A de 2020 será concluída em 24 de fevereiro do próximo ano.

Com o resultado, Palmeiras e Fluminense marcam seus primeiros pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro - Foto: Lucas Merçon / FFC

Futebol

Com status de campeão estadual, o Palmeiras iniciou sua trajetória no Campeonato Brasileiro na noite desta quarta-feira. No Estádio do Maracanã, pela segunda rodada do torneio, o time alviverde saiu na frente do Fluminense, mas cedeu o empate por 1 a 1 ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, Palmeiras e Fluminense marcam seus primeiros pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. A equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo tem apenas um jogo, já que o duelo contra o Vasco acabou adiado em função da final do Paulista.

Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, às 21h30 (de Brasília) deste sábado, o Palmeiras entra em campo para enfrentar o Goiás, no Allianz Parque. Já o Fluminense duela com o Internacional às 18 horas de domingo, novamente no Estádio do Maracanã.

O Jogo – Com alguns titulares poupados, o Palmeiras conseguiu inaugurar o marcador logo aos 14 minutos do primeiro tempo. Atento, Vitor Hugo desarmou Fred e a bola ficou com Zé Rafael, que meteu para Luiz Adriano. O centroavante recebeu entre os dois zagueiros e finalizou com precisão diante de Muriel.

Fred pediu falta no lance e tomou o cartão amarelo do árbitro Rafael Traci por reclamação. Com o Fluminense em dificuldades para articular boas jogadas campo de ataque, o veterano centroavante pediu para sair por lesão aos 31 minutos e acabou substituído por Marcos Paulo.

O Fluminense chegou ao empate aos 38 minutos da etapa inicial, quando Evanilson, marcado por Viña, matou a bola no peito e finalizou de canhota. A bola desviou no zagueiro Luan e matou Jailson. O time tricolor cresceu no jogo desde então, mas o primeiro tempo terminou igualado.

Logo no começo da etapa complementar, Raphael Veiga desarmou Nino e driblou Muriel para fazer o gol, mas o árbitro Rafael Traci viu falta do meia palmeirense na jogada. Pouco depois, Luxa trocou Gabriel Menino, Raphael Veiga e Rony por Patrick de Paula, Lucas Lima e Willian.

Em uma subida pela esquerda, o lateral Viña cruzou forte e rasteiro, mas Luiz Adriano não conseguiu chegar a tempo de completar para o gol. Pouco depois, em um lance semelhante, Egídio cruzou na área para o Fluminense e o goleiro Jailson interceptou.

Em uma rara oportunidade de gol no segundo tempo, Lucas Lima matou no peito após lançamento de Ramires e deixou Luiz Adriano de frente para o gol, mas o centroavante bateu para fora. Em um segundo tempo de poucas emoções, o placar de empate permaneceu.

Com mudanças no esquema, Rubro-Negro não se encontrou em campo - oto: Alexandre Vidal / Flamengo

Futebol

Em noite para esquecer, o Flamengo perdeu por 3 a 0 para o Atlético-GO, nesta quarta-feira, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o atual campeão segue sem pontuar após duas rodadas. Já os goianos estreiam na Série A em grande estilo.

Com Rodrigo Caio improvisado na lateral direita, o Flamengo viu o Atlético dominar o primeiro tempo e abrir 2 a 0 após gols de Hyuri e Jorginho. Na etapa final, os donos da casa ainda ampliaram com Ferrareis.

Na próxima rodada, o Atlético-GO recebe o Sport, no domingo, em Goiânia. No sábado, o Flamengo viaja para enfrentar o Coritiba, na capital paranaense.

O jogo - O Atlético-GO começou a partida com tudo e quase abriu o placar logo aos cinco minutos. Hyuri foi lançado na intermediária, entrou na área e chutou para grande defesa de Diego Alves. O Flamengo parecia perdido em campo e viu os goianos marcarem aos 14. Ferrareis fez boa jogada e tocou para Hyuri mandar para a rede.

Os donos da casa aproveitavam o fato do zagueiro Rodrigo Caio ter sido escalado na lateral direita e chegava com facilidade ao ataque. Tanto que aos 20 minutos, Everton Felipe levou a melhor sobre o defensor e tocou para Ferrareis, que chutou sobre o travessão. Depois, foi a vez de Marlon Freitas aproveitar cruzamento e cabecear para boa defesa de Diego Alves.

Só que aos 31 minutos, o Atlético-GO chegou ao segundo gol. Jorginho fez grande jogada individual e chutou colocado da entrada da área, sem chance para o goleiro carioca.

Somente depois do segundo revés que o Flamengo conseguiu ter sua primeira chance de marcar. Gabigol recebeu passe na área, mas finalizou pela linha de fundo. O Atlético-GO ainda colocou a bola na rede mais uma vez, com Ferrareis, mas o gol foi anulado pelo VAR, pois o atacante estava em posição de impedimento.

Nos minutos finais, o Flamengo conseguiu melhorar a marcação e parou de sofrer com os avanços do Atlético-GO. Mesmo assim, os cariocas viram os donos da casa irem para o intervalo com boa vantagem em Goiânia.

No segundo tempo, já com Rafinha na lateral, o Flamengo mudou radicalmente dentro de campo. Tanto que os cariocas quase marcaram aos cinco minutos. Gabigol foi lançado, entrou na área e chutou para grande defesa de Jean.

Os flamenguistas seguiam pressionando e tiveram nova chance aos 14 minutos. Gabigol tabelou com Arrascaeta e chutou para mais uma grande defesa do goleiro goiano. Para piorar a situação dos cariocas, o Atlético-GO ampliou o marcador em seguida, na primeira vez que foi ao ataque. Ferrareis arriscou de fora da área e acertou o ângulo de Diego Alves. 

O novo revés foi sentido pelo Flamengo, que mesmo tendo mais posse de bola, diminuiu de intensidade. A situação dos cariocas ficou ainda pior aos 35 minutos, quando o goleiro Diego Alves foi expulso após agredir o atacante Matheus Vargas. 

Nos minutos finais, o Atlético-GO manteve a posse de bola e viu o Flamengo apenas observar o fim da partida.

"Tivemos um grande dia", postou Verstappen no Twitter - Foto: Reprodução

Automobilismo

Neste domingo (9), em Silverstone, na Inglaterra, Max Verstappen, holandês da RBR, venceu o GP dos 70 anos da Fórmula 1. Ele foi o único piloto entre os primeiros do grid a apostar nos pneus duros na largada. E se deu bem.


A dupla da Mercedes (Valtteri Bottas, na pole position, e Lewis Hamilton, logo atrás) foi ultrapassada depois das trocas de pneus. Na segunda ida aos boxes, Max Verstappen foi ao mesmo tempo de Valtteri Bottas, e Lewis Hamilton seguiu na pista até a volta 41. Depois, caiu para 4°. Mas ultrapassou Charles Leclerc, passou o companheiro de equipe, Bottas, e fechou o Grande Prêmio em 2°. Bottas completou o pódio. Esta foi a 1° vez que a Mercedes não saiu vencedora de uma prova em 2020.

Assim, o inglês Hamilton chegou a 155 pódios e igualou o recorde de Schumacher. Na tabela de classificação do Mundial, ele tem 107 pontos. Max Verstappen, 77. E Valtteri Bottas, 73. Já no próximo fim de semana, a temporada continua com o GP da Espanha, em Barcelona.

Hexacampeão bate recorde da pista no final do treino classificatório - Foto: Divulgação

Automobilismo

O inglês Lewis Hamilton mostrou dentro de casa, em Silverstone, porque caminha para o sétimo título da Fórmula 1. Na última volta para a classificação da corrida deste domingo, o hexacampeão bateu o recorde da pista e chegou a pole position de número 91 na carreira.

O GP da Inglaterra é amanhã (2), às 10h (horário de Brasília). Atrás de Hamilton, líder do campeonato, vai largar o colega de equipe, Valterri Botas. Depois da dupla da Mercedes, vem o holandês Max Verstappen com a RBR e, na quarta colocação, a Ferrari de Charles Lecrec.

Mexicano está fora do GP da Inglaterra, no circuito de Silveestone

Automobilismo

A Fórmula 1 confirmou, nesta quinta-feira (30), que Sergio Pérez, da equipe Racing Point, testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). O mexicano é o primeiro piloto da categoria com resultado positivo para a doença. Com isso, Pérez não poderá participar do Grande Prêmio (GP) da Inglaterra, no circuito de Silverstone, no próximo domingo (2), e também corre o risco de ficar de fora da corrida do dia 9 de agosto, no mesmo circuito.

Na manhã de hoje (30), o resultado do primeiro teste realizado pelo piloto foi inconclusivo. Desta forma, ele já não participou das atividades previstas no circuito de Silverstone.

Em comunicado, a Fórmula 1 explicou as medidas tomadas.

“Pérez entrou em ‘auto-quarentena’ de acordo com as instruções de autoridades de saúde pública, e vai continuar seguindo os procedimentos exigidos por essas autoridades. Com a assistência dos organizadores do Grande Prêmio da Inglaterra, autoridades locais de saúde e o delegado da FIA para a covid-19, um rastreamento completo foi realizado e todos os contatos próximos foram colocados em quarentena. Os procedimentos estabelecidos pela FIA e pela Fórmula 1 previram a rápida contenção de um incidente que não terá maior impacto no evento neste fim de semana”.

A Racing Point também emitiu um comunicado oficial. Sem poder contar com piloto, a equipe de Sergio Pérez informou que pretende ter um substituto para correr com dois carros neste fim de semana.

“Sergio está fisicamente bem e de bom humor, mas vai continuar com o auto-isolamento sob as diretrizes das autoridades públicas de saúde, sendo a segurança a prioridade máxima para a equipe e o esporte. Toda a equipe deseja bem a Sergio e espera recebê-lo ao cockpit do RP20 em breve. Nossa intenção é correr com dois carros no domingo. Em breve, comunicaremos os próximos passos para o fim de semana do Grande Prêmio da Inglaterra”.

A expectativa é de que a qualquer momento a Racing Point anuncie qual será o piloto substituto de Sérgio Pérez para o GP da Inglaterra.

Campeão olímpico vai reforçar o time italiano por duas temporadas - Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

Vôlei

O Trentino, da Itália, confirmou hoje (22) a contratação do ponteiro brasileiro Ricardo Lucarelli, pelas próximas duas temporadas. O acordo já era dado como certo há algumas semanas, mas só foi oficializado nesta quarta. por meio de comunicado oficial e publicação de mensagem de boas vindas no Twitter.

Por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o atleta ainda não pôde viajar para a Europa. Os novos colegas de equipe de Lucarelli já treinam na Itália e ele aguarda a permissão para embarcar.

Aos 28 anos, o atleta mineiro coleciona títulos pela seleção brasileira: ouro olímpico (Rio 2016), Copa do Mundo, e Mundial Sub-23. Em entrevista ao Trentino, no canal oficial do clube no Instagram, o ponteiro revelou sua admiração pelo time italiano. "Realizo um sonho, acompanho o Trentino desde criança. Quando eu era garoto, vi o Trentino na TV ganhar tudo. Logo me apaixonei por esse clube, que rapidamente se tornou meu time estrangeiro favorito”.

Renovação e contração no Osasco
Esta quarta-feira (22) também teve novidades no vôlei feminino, Em uma live (transmissão ao vivo) no canal Osasco Vôlei TV, o clube da região metropolitana de São Paulo anunciou a renovação de contrato com a central Ana Beatriz Corrêa, ou simplesmente Bia, para a temporada 2020/2021. “Eu tenho objetivos no clube e quero estar na Olimpíada também. Então a gente tem que se preparar muito. Não falta vontade de vencer, que é o que o torcedor quer”, afirmou a atleta, integrante também da seleção brasileira.

Ainda durante a live, o Osasco confirmou o acerto com a ponteira Gabi Cândido. Aos 24 anos, a atleta, que também teve passagens pela seleção, estava no Vôlei Bauru e vai para a sua primeira passagem no Osasco.

 

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) criou um Fundo de Apoio para ajudar atletas de vôlei de quadra e vôlei de praia - Foto: Divulgação/FIVB

Vôlei

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) criou um Fundo de Apoio para ajudar atletas de vôlei de quadra e vôlei de praia, impactados financeiramente em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Em nota oficial publicada ontem (26), a entidade explica que o auxílio será distribuído individualmente, com o objetivo de suprir as necessidades básicas de cada jogador ou jogadora, incluindo alimentação, cuidados familiares e moradia.

“A FIVB entende quanto tempo e dedicação cada jogador de vôlei e de vôlei de praia coloca em nosso esporte. Eles são o coração e a alma do voleibol, e sem eles nosso esporte não seria o sucesso global que é. Também entendemos perfeitamente que, para alguns, o adiamento ou cancelamento necessário dos eventos da FIVB terá um impacto significativo em suas vidas cotidianas. Portanto, é responsabilidade da FIVB continuar a apoiá-los de todas as formas possíveis, e é por isso que o fundo de Apoio aos Atletas foi criado”, explicou o brasileiro Ary Graça, presidente da FIVB, em nota veiculada no site da entidade.

As inscrições foram abertas ontem (26) e poderão ser realizadas no site da FIVB até 26 de junho. O candidato ao auxílio financeiro precisa preencher alguns requisitos, entre eles, não haver sofrido sanções em nível nacional e internacional, e ter cumprido as regras antidopagem. Todo o processo de avaliação e concessão da ajuda financeira será conduzido por uma comissão, composta por integrantes da FIVB.

Esta decisão permite que o voleibol seja retomado em escala nacional - Foto: Amanda Demétrio/Sesi-SP

Vôlei

O conselho de administração da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) realizou uma reunião na última quarta-feira (13) na qual aprovou atualizações no calendário 2020-2021 após a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entre as mudanças está a permissão para que todas as ligas nacionais recomecem no dia 1º de junho de 2020 para o encerramento da temporada 2019/2020.

No entanto, a permissão será confirmada desde que seja seguro e esteja sujeita “às diretrizes de saúde e segurança emitidas pelas autoridades nacionais e locais”. A FIVB também afirma que “será necessário que as ligas nacionais implementem medidas abrangentes de segurança e proteção para garantir a saúde e o bem-estar de atletas, torcedores, funcionários e todas as partes interessadas envolvidas na organização de eventos. Esta decisão permite que o voleibol seja retomado em escala nacional se for seguro fazê-lo”.

Segundo o presidente da FIVB, o brasileiro Ary Graça: “As decisões aprovadas pelo Conselho de Administração da FIVB e pelo Comitê Executivo da FIVB são essenciais para garantir a saúde e o bem-estar de toda a família de voleibol durante esses tempos sem precedentes (…). Não há dúvida de que agora é o tempo necessário para que todos os membros da nossa família do voleibol trabalhem juntos e ajam como um na tomada de fortes medidas coletivas em benefício do voleibol”.

Entre os convocados está João Menezes, ouro no Pan de Lima ano passado - Foto: Abelardo Mendes Jr / Redesporte.gov.br

+ Esportes

Hora de fazer as malas para os tenistas João Menezes, Thomaz Bellucci, Beatriz Haddad Maia e Carolina Meligeni que embarcam no próximo domingo (9) com destino à Lisboa (Portugal). O quarteto vai se juntar a outros 74 atletas brasileiros convocados pela Missão Europa. A iniciativa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) visa dar segurança para atletas olímpicos treinarem em países europeus, onde a disseminação do novo coronavírus (covid-19) esteja controlada.

A sede dos tenistas em Portugal será o Centro de Treinamento de Rio Maior, a pouco mais de 70 quilômetros (km) da capital Lisboa. O espaço oferece duas quadras de piso duro. O grupo treinará por 15 dias, sob comando do técnico André Podalka. Pré-classificado aos Jogos de Tóquio (Japão) ao conquistar o ouro no Pan de Lima (Peru) no ano passado, João Menezes é só entusiasmo. "Essa viagem surge num momento importante, pois estamos treinando há mais de três meses no mesmo lugar, em Itajaí (SC). Mudar de ares, treinar com pessoas diferentes, vai ser muito bom", disse o tenista em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Atualmente em 185º lugar no ranking da ATP, Menezes já teria vaga assegurada em Tóquio. Mas o que vale será a colocação dele em 7 de junho do ano que vem, quando fecha a janela de classificação. O brasileiro terá de estar entre os 300 primeiros do mundo para ter a chance de competir em Tóquio.

Quem também não vê a hora de chegar a Portugal é a Carolina Meligeni, semifinalista de simples e bronze nas duplas no Pan de Lima. A tenista, 402ª do ranking da WTA, diz estar feliz por "treinar fora do Brasil, perto de outros atletas, em um centro com outro esportes, com todo mundo focado na Olimpíada".

Além dos quatro tenistas, o Brasil já conta com outros 74 atletas de sete modalidades (judô, natação, nado artístico, ginástica artística, ginástica rítmica, vela e boxe) em Portugal, distribuídos pelas sede Rio Maior, Cascais, Coimbra e Sangalhos. Segundo o COB, até dezembro mais 200 atletas brasileiros estarão na Europa. O custo da iniciativa é de aproximadamente R$ 13,4 milhões.

 

Dupla veleja no Balneário de Cascais, a oeste da capital Lisboa - Foto:

+ Esportes

A dupla de velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze, da classe 49er FX, já treina no balneário de Cascais, a 25 km de Lisboa (Portugal). As brasileiras chegaram à capital portuguesa no último sábado (25), para se juntar aos atletas da Missão Europa, organizada pelo Comitê lLímpico do Brasil (COB). No dia seguinte ao desembarque, Martine e Kahena já estavam no mar.

“É um lugar incrível para velejar, com ventos fortes e ondas. Fora que as pessoas nos recebem muito bem aqui. É tudo já visando a nossa preparação para Tóquio”, contou Kahena, que está de volta a Cascais, onde treinou um ano para encarar no ano passado os Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru) 2019 e também o evento-teste dos Jogos Olímpicos.    

Com a chegada da dupla em Lisboa, o Time Brasil conta agora com 74 atletas, distribuídos por quatros bases. Além de Cascais (vela), há as bases de Rio Maior (boxe, nado artístico e natação), Sangalhos (ginásticas artística e rítmica) e Coimbra (judô). 

“Estamos bastante animadas com essa nova etapa. Uma vez na Europa, teremos mais oportunidades de treinar com outras duplas e  participar de alguns campeonatos. É importante para não perdermos o ritmo de regata. Voltamos da Espanha quando a Europa estava prestes a fechar. Nós já tínhamos tudo planejado, e foi tenso receber a notícia que precisávamos voltar imediatamente. Aí, [nós] nos readaptamos para treinar em casa e tentamos manter a cabeça tranquila. Só conseguimos relaxar de fato quando recebemos a notícia do adiamento [dos Jogos]”, relata Kahena.

As velejadoras, se submeteram a dois exames para detectar o novo coronavírus (covid-19), um realizado no Brasil e outro na chegada a Portugal,  antes de receberem autorização para treinar em Cascais. Em Portugal, as atletas estão acompanhadas do treinador espanhol Javier Torres Del Moral. O trio deve permanecer no país até setembro, sempre treinando no Clube Naval de Cascais.

Congresso Nacional de Bodyboarding acontece entre 27 de julho e 2 de agosto - Foto: Arquivo pessoal

+ Esportes

Idealizada há mais de um ano pela Liga Nacional de Bodyboarding, acontece, entre os dias 27 de julho e 2 de agosto, o 1º Congresso Nacional de Bodyboarding, que terá como foco a gestão esportiva profissional, contando com nada menos que 26 profissionais das mais diversas áreas. O evento, gratuito, que promete reunir mais de 300 pessoas e que inicialmente seria no formato presencial, precisou ser adaptado por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e vai acontecer de forma online contribuindo para o crescimento do esporte em todo o país."O esporte é um campo ideal para o desenvolvimento de diversos setores (saúde,projetos sociais ,turismo,direito desportivo ,terceiro setor,etc .... ). Dessa forma,existe a necessidade de organização e profissionalização da gestão, fazendo com que o esporte seja valorizado cada vez mais como uma esfera essencial para o desenvolvimento brasileiro, explorando sua capacidade de dialogar com esses setores e ", comentou a moradora de Niterói Lyse Kitzinger, diretora técnica da Liga Nacional de bodyboarding (LNB).

No dia 27, a abertura oficial ficará, a partir das 19h, por conta de Marcello Pedro, Presidente da Liga Nacional de Bodyboarding. Os convidados da primeira noite serão o gestor de entretenimento e educador físico, Marcello Pedro, com o tema Ciência do Surf e a vida e suas escolhas; o chefe da Missão do Brasil Olímpiadas 2016, Marcus Vinicius Freire, que vai falar sobre "Transforme problemas em grandes oportunidades - Tenha uma empresa campeã - Planejamento COB" e fechando a primeira noite de evento, o Bacharel em turismo, Especialista em MKT, Maurício Werner, que vai palestrar com o tema "Como trabalhar o mix Esporte, Turismo e Educação".

Já na terça-feira, dia 28 de agosto, também às 19h, o primeiro tema será "A Evolução do Julgamento de Bodyboarding no Brasil", com o Head Judge do WLT na WSL, Mauro Rabellé. Na sequência, será a vez de Luiz Paulo Moura, economista com MBA em MKT pela PUC-Rio, falar sobre "Os desafios de gestão do esporte no Brasil" e para fechar o dia, com início previsto para às 21h, Adriana Conde, gestora da SBA, Sylvio Behring Association, vai falar ao público sobre "Planos de Negócios - Criação, Marketing, Execução e Expansão".

No terceiro dia de congresso, o primeiro painel será sobre "O Bodyboarding no Brasil. O caminho da Gestão", com o administrador geral Marcelo Rocha. Em seguida, será a vez do diretor técnico e juiz, Sérgio Parrá, que vai falar sobre "A História do Julgamento no Brasil". Para fechar, com o tema "Treinamento multidisciplinar para atletas de alto rendimento", ficará aos cuidados de Osmar Moraes, diretor de comunicação da LNB.

No dia 30, Lyse Kitzinger (mestre em Direito e Sociologia) e Aline Melo (bodyboarder profissional e empreendedora) vão abrir os trabalhos, às 19h, com o tema "Esporte e Sociedade: A construção de valores na prática esportiva em projetos sociais Projeto Motivar e Gerando Falcões". Uma hora mais tarde será a vez de Sergio Gadelha,Head Judge ASP/ISA/WSL, falar sobre "Critérios de Julgamentos - ISA GAMES". Já às 21h, "Gestão e Direito Desportivo", será o tema abordado pelo professor de Direito Desportivo na FGV, Wagner Vieira Dantas.

No dia 31 de julho, o evento segue com duração de três horas, tendo o início às 19h, e vai contar com nomes como os niteroienses Mano Ziul e Daniel Alves, além de Beri Santana, Carol Angrisani e Leonardo Rangel, que vão falar sobre evolução do sistema de notas, a importância da imprensa nos eventos da categoria, planejamento e organização de eventos e o Tribunal de Justiça Desportiva.

Já no dia 1º de agosto, o evento terá um painel pela manhã, com início às 9h. Depois seguirá com uma intensa programação entre 17h e 20h. Neste dia entram em cena Oswaldo Bissoli, Francisco Garritano, Marcelo Lopes Salermo, Hugo Pessanha e Maylla Venturin.

No último ato do 1º Congresso Nacional de Bodyboarding, dia 2 de agosto, os palestrantes serão: Thyago Jacob, Mário Nakamura, Hudson Renato e Paulo Barcellos.n

 

Meteorologia

Rio de Janeiro Brazil Sunny, 27 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:19 am   |   Sunset: 5:36 pm
59%     11.0 km/h     1007.000 bar
Forecast
Qui Low: 21 °C High: 25 °C
Sex Low: 21 °C High: 25 °C
Sáb Low: 21 °C High: 25 °C
Dom Low: 22 °C High: 25 °C
Seg Low: 21 °C High: 23 °C
Ter Low: 21 °C High: 23 °C
Qua Low: 21 °C High: 23 °C
Qui Low: 19 °C High: 21 °C
Sex Low: 17 °C High: 19 °C
Sáb Low: 17 °C High: 19 °C
Niteroi Brazil Sunny, 28 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:18 am   |   Sunset: 5:36 pm
51%     9.0 km/h     1006.000 bar
Forecast
Qui Low: 20 °C High: 30 °C
Sex Low: 21 °C High: 29 °C
Sáb Low: 20 °C High: 29 °C
Dom Low: 21 °C High: 28 °C
Seg Low: 20 °C High: 25 °C
Ter Low: 21 °C High: 25 °C
Qua Low: 21 °C High: 26 °C
Qui Low: 19 °C High: 22 °C
Sex Low: 16 °C High: 18 °C
Sáb Low: 16 °C High: 18 °C
Sao Goncalo Brazil Sunny, 30 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:18 am   |   Sunset: 5:36 pm
41%     10.0 km/h     1010.000 bar
Forecast
Qui Low: 19 °C High: 32 °C
Sex Low: 18 °C High: 31 °C
Sáb Low: 18 °C High: 32 °C
Dom Low: 19 °C High: 31 °C
Seg Low: 19 °C High: 27 °C
Ter Low: 21 °C High: 27 °C
Qua Low: 22 °C High: 30 °C
Qui Low: 19 °C High: 22 °C
Sex Low: 16 °C High: 18 °C
Sáb Low: 15 °C High: 20 °C
, 0 °C
Current Conditions
Sunrise: am   |   Sunset: pm
%     0.0 km/h     0.000 bar
Forecast
Publicidade