26
Seg, Out

Planilha do Flamengo revela redução de premiação

O Flamengo já conquistou três títulos em 2020 (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Futebol
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

As conquistas do Campeonato Brasileiro e da Libertadores foram muito comemoradas pela torcida do Flamengo. No entanto, a premiação provocou uma crise dentro do clube, que estourou pouco antes da final do Mundial de Clubes.

Os jogadores rubro-negros não gostaram da redução da premiação para os funcionários do departamento de futebol. Apesar de minimizada ainda no Catar, o desgaste causou incômodo.


Nesta quinta-feira, o jornalista Renato Maurício Prado revelou o conteúdo das planilhas. Massagista do clube, Jorginho, que faleceu mês passado por conta do coronavírus, teve sua premiação reduzida de R$ 43 mil para R$ 8 mil.

No entanto, dirigentes não tiveram seus valores diminuídos. O diretor executivo Bruno Spindel recebeu R$ 432 mil pelo Brasileiro e R$ 789 mil pela Libertadores. Com os descontos, ficou com R$ 696 mil no total.


No acordo pela premiação, os jogadores ficaram com 70% do valor destinado para o pagamento. Com os funcionários ficando com os 30% restantes. Os membros da comissão técnica, como o técnico Jorge Jesus, ficaram de fora, pois já tinha um valor específico em contrato para a conquista destes títulos.
Os rubro-negros seguem com o intuito de voltarem aos treinos no Ninho do Urubu tão logo sejam liberados. O Flamengo assinou o documento emitido pela Ferj, que pede o retorno dos treinos e jogos do Campeonato Carioca.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.