22
Ter, Set

Presidente do Flu é processado pela Ferj

Ferj quer punição a Mário Bittencourt pelas críticas antes da final da Taça Rio - Foto: Luas Merçon

Futebol
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A briga entre Ferj e  Fluminense ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. A Ferj e o presidente Rubens Lopes entraram na Justiça contra o mandatário tricolor, Mário Bittencourt.

Os dois buscam punição a Mário Bittencourt pelas críticas antes da final da Taça Rio. Na ocasião, o mandatário tricolor acusou a Ferj de ser conivente com a chance do Flamengo transmitir o jogo, cujo mando de campo era do Fluminense. Em seu desabafo, o dirigente chamou a Federação de "Gatoferj".

O presidente da Ferj, Rubens Lopes, entrou na Justiça diretamente contra Bittencourt. Lopes acusa o dirigente tricolor de “crimes de calúnia, difamação e injúria tipificados nos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal”. As penas podem chegar a três anos e seis meses de detenção, além de multa.

A Ferj também entrou na Justiça contra o presidente do Fluminense. Na ação, a Federação faz as mesmas acusações.

Desde o processo de retomada das atividades no Rio de Janeiro, Ferj e Fluminense divergiram sobre o assunto. Os tricolores só voltaram a treinar após o STJD determinar a volta da equipe das Laranjeiras para o Estadual. Na semifinal da Taça Rio, Botafogo e Fluminense entraram em campo com uma faixa onde pediram respeito pelas suas histórias. O fato levou a Ferj a entrar na Justiça contra os clubes.

O certo é que Ferj e Fluminense seguem distantes de um acerto. Com os casos na Justiça, a briga promete mais capítulos nos próximos meses.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.