13
Qui, Ago

Neymar tem boa atuação, mas equipe sente falta de Mbappé - Foto: Reprodução Twitter

Não teve gol de Neymar, mas o Paris Saint Germain segue a rotina de títulos. Com uma vitória sobre o Lyon, nos pênaltis, por 6 a 5, após empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, o PSG levou, nesta sexta (31), a Copa da Liga Francesa. A equipe já havia conquistado o Campeonato Francês, a Copa da França e a Supercopa da França nesta temporada.

O jogo no Stade de France foi bastante equilibrado. Desde o início, Neymar sentiu a falta do companheiro de ataque Mbappé, que está lesionado. Sempre à procura do francês, o brasileiro, isolado, teve dificuldades para produzir. Mesmo assim, era quem mais ameaçava o gol adversário. As melhores chances do PSG foram em chutes de fora da área, que pararam na boa atuação do goleiro Anthony Lopes. O Lyon foi organizado durante todo o confronto, preferiu ficar mais na defesa e sair em contra-ataques. A estratégia funcionou melhor na segunda etapa, mas não foi o suficiente para abrir o placar.

O calor de quase 30ºC de Paris fez diferença na prorrogação. As equipes jogaram os 30 minutos visivelmente cansadas, o que permitiu espaços e uma partida com mais possibilidades. No último minuto, Rafael fez falta por trás em Di Maria e acabou recebendo cartão vermelho. Neymar foi para cobrança, mas jogou por cima do gol. Os times não tiraram o zero do placar e a decisão foi para os pênaltis.

Nos cinco primeiros pênaltis, todos os jogadores converteram com categoria. Dentre eles os brasileiros Thiago Mendes, para o Lyon, e Neymar, para o PSG. Na sexta cobrança Traoré bateu e Keylor Navas defendeu. Sarabia foi para a sexta tentativa do time de Paris, chutou e garantiu o título da Copa da Liga Francesa para o Paris Saint Germain.

As duas equipes possuem compromissos importantes no início de agosto. Dia 7 o Lyon enfrenta a Juventus, em Turim, na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. No jogo de ida, os franceses venceram por 1 a 0. O PSG pega o Atalanta, dia 12, no Estádio da Luz, em Lisboa, pelas quartas de final do maior torneio de clubes da Europa.

Botafogo recebe o Fluminense neste sábado, às 19h, em preparação para o Campeonato Brasileiro - Foto: Divulgação / Botafogo

Em preparação para o Brasileiro, Botafogo e Fluminense realizam neste sábado o segundo amistoso, às 19h, no Nilton Santos. No primeiro embate entre os clubes, os tricolores levaram a melhor pelo placar mínimo.

O Botafogo vai em busca da revanche nesta partida. No entanto, o pensamento é focar no crescimento de rendimento para a disputa da Série A.

Para esta partida, o técnico Paulo Autuori poderá escalar alguns dos reforços confirmados pelo Botafogo. Os laterais Kevin e Victor Luís e o zagueiro Rafael Forster podem ter a primeira chance com a camisa alvinegra. Além deles, o atacante Luís Henrique, recuperado da Covid, tem chance de estar em campo.

Antes da partida, a novidade será a apresentação do marfinense Kalou, que chega ao Rio de Janeiro na parte da manhã.

Do outro lado, o Fluminense pode usar este amistoso para dar mais minutos de jogo para alguns jogadores que não são titulares. As recentes lesões de Hudson e Fernando Pacheco ligaram o sinal de alerta no clube.

Além dos dois, o técnico Odair Hellmann também não terá o zagueiro Matheus Ferraz e o atacante Fred.

Em termos de escalação, o comandante Odair Hellmann não mudou o esquema e vai a campo com Yuri na vaga de Hudson.

 

Clube ainda se encontra com problemas financeiros - Foto: Rafael Ribeiro / Vasco

A diretoria do Vasco negociou o parcelamento da dívida com o elenco. Com isso, impediu que jogadores pudessem pedir a rescisão do contrato na Justiça.

Nesta quarta-feira, os dirigentes pagaram a segunda parcela do acordo aos jogadores. O dinheiro utilizado para tal finalidade veio do programa sócio-torcedor.

A quantia do sócio-torcedor estava sendo utilizada para o pagamento para a quitação de dívidas antigas e ações do dia a dia do clube.

"A gente teve uma renovação espetacular, até acima do que a gente tinha revisto no orçamento. Isso gerou em torno de R$ 3 milhões por mês. Só que, após a pandemia, as operações mudaram de perfil. No ano passado, a gente conseguiu antecipar esse dinheiro todo e, então, conseguimos fazer uma operação de pagamento de dívida em dezembro. Foi um mês muito difícil, mas com a adesão do torcedor antecipamos recursos e pagamos dívida com a PGN, o Profut inclusive. Só que dessa vez, após a pandemia, as empresas que adiantavam reduziram o caixa. Estamos com dificuldade.", disse Carlos Leão, vice de finanças, ao canal "Atenção Vascaínos".

"Então, pegamos ele mensalmente. Uma parte é para pagar dívida outra é para cumprir acordos para evitar que a dívida aumente.", completou.

Mesmo com o pagamento da parcela, o Vasco ainda segue com muitos problemas financeiros.

 

O defensor salvou um gol alvinegro em cima da linha e revelou a reação do rival Guilherme Santos

O Fluminense venceu o Botafogo no primeiro amistoso entre as equipes, no fim de semana. Nesta partida, o técnico Odair Hellmann aproveitou para fazer alguns testes na equipe visando a sequência da temporada.

Além de Michel Araújo, autor do gol tricolor, quem teve destaque foi o jovem zagueiro Calegari, de 18 anos. O defensor salvou um gol alvinegro em cima da linha e revelou a reação do rival Guilherme Santos.

"Ele chegou em mim e disse: "Faz isso comigo, não, irmão” (risos). Eu dei uma risada e logo me posicionei para o escanteio", disse ao globoesporte.com.

Calegari comemorou a boa atuação na estreia entre os profissionais. O defensor treinava com o sub-23 e foi chamado pelo técnico Odair Hellmann.

"Me elogiaram bastante e me deram muita confiança para continuar evoluindo e assim ajudar o Fluminense nas futuras novas oportunidades. E o Muriel entrou no vestiário falando que me deve um almoço (risos). No final de tudo, me senti ainda mais inserido no grupo. E agora mais confiante e leve para continuar evoluindo e assim chegar em campo mostrando o melhor futebol sempre", declarou.

O Fluminense terá a semana de treinos visando o segundo amistoso contra o Botafogo, neste sábado, no Nilton Santos.

O volante sofreu uma entrose no tornozelo e não deve ser relacionado - Foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense deve ter mais uma baixa para o segundo amistoso contra o Botafogo, neste sábado, no Nilton Santos. O volante Hudson sofreu uma entrose no tornozelo e deixou a atividade na tarde de terça-feira.

Hudson realizou exame de imagem, que não detectou fratura. Com isso, o volante iniciou tratamento com o departamento médico nesta quarta-feira.

Sem Hudson, o técnico Odair Hellmann tem Yuri e Calegari como opções para substituí-lo contra os alvinegros. Outra opção é escalar uma formação mais ofensiva e escalar um meia de criação ao lado de Nenê.

Além de Hudson, o Fluminense não vai contar com o zagueiro Matheus Ferraz e os atacantes Fred e Fernando Pacheco, lesionados. Por outro lado, o lateral direito Gilberto e o atacante Wellington Silva voltam a ficar a disposição.

O Fluminense se prepara para o início do Campeonato Brasileiro. Os tricolores estão motivados após o bom desempenho nas finais do Campeonato Carioca.

 

Titular do Esporte diz que é possível volta mesmo sem vacina - Foto: Divulgação

O governo britânico está confiante de que pode implementar medidas para garantir que os torcedores possam retornar com segurança aos estádios em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), afirmou o ministro do Esporte, Nigel Huddleston, à BBC (empresa pública de comunicação britânica).

O governo pretende reabrir esportes de elite para a torcida de forma mais ampla a partir de 1º de outubro, após anunciar este mês planos para permitir que espectadores participem de eventos que testarão as novas diretrizes.

Os amistosos de críquete estavam abertos a um número limitado de torcedores, enquanto o Campeonato Mundial de snooker (bilhar) e o festival de corridas de cavalos Goodwood também funcionaram como eventos-teste.

“Sejam estádios ou teatros, já vimos em outros países uma maneira de contar com o público completo sem uma vacina”, disse à BBC Nigel Huddleston.

“Estou confiante de que existem medidas que podem ser postas em prática para oferecer, aos que praticam esportes e aos espectadores, a confiança de que estão indo a algum lugar seguro”, afirmou o líder político.

O consultor sênior do governo James Calder havia alertado que, na Inglaterra, os eventos esportivos provavelmente não receberiam sinal verde neste ano.

A imprensa de Portugal noticiou nesta segunda-feira que o técnico prefere ficar na Europa e estaria acertando com o Braga - Foto: Diulgação

Considerado um dos cotados para substituir Jorge Jesus no Flamengo, o português Carlos Carvalhal teria negado assumir o comando da equipe carioca. A imprensa local noticiou nesta segunda-feira que o técnico prefere ficar na Europa e estaria acertando com o Braga.

Inclusive, o presidente do clube, Antonio Salvador, adiantou que Carlos Carvalhal iria se reunir com a diretoria do time português para acertar os últimos detalhes do contrato. Com isso, o Flamengo perde uma das opções para ser o novo treinador rubro-negro.

O vice-presidente Marcos Braz e o diretor-executivo Bruno Spindel iriam se reunir com Carvalhal nesta semana, em Lisboa. Agora, com a negativa do português, os dirigentes devem ficar mais tempo na Espanha.

No fim de semana, Braz e Spindel conversaram com Domenec Torrent, ex-auxiliar de Pep Guardiola, além de Fernando Hierro, que já treinou a seleção espanhola. Os dirigentes ainda esperam se reunir com Leonardo Jardim e Marco Silva, outros cotados para assumir o Flamengo.

O certo é que os rubro-negros não demonstram pressa para encontrar seu novo treinador. Enquanto isso, o elenco treina sob o comando de Maurício Souza.

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.