NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Empate sem graça no Nilton Santos

Botafogo e Chapecoense ficaram no 0 a 0 na noite desta segunda-feira e frustraram os torcedores

Diego Souza tentou, mas foi muito bem marcado pela zaga da Chape no duelo desta segunda-feira, no Nilton Santos

Vitor Silva/Botafogo

Em um jogo com pouca emoção, Botafogo e Chapecoense ficaram no empate por 0 a 0, nesta segunda-feira (26), no Nilton Santos. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 23 pontos e se distanciaram do G-6 do Campeonato Brasileiro. Já os catarinenses, com 14, seguem na zona de rebaixamento.

Após um primeiro tempo de pouca inspiração, o Botafogo foi melhor na etapa final e teve duas boas chances de marcar. A Chapecoense ameaçou pouco o goleiro Gatito Fernández e saiu do Rio de Janeiro com um ponto.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o Internacional, no sábado, no Beira-Rio. No mesmo dia, a Chapecoense recebe o Santos, em Chapecó.

O duelo no Nilton Santos começou com muita correria por parte das duas equipes. No entanto, Botafogo e Chapecoense erravam no ataque e não conseguiam criar lances de perigo.

A primeira boa chance da partida aconteceu somente aos 23 minutos. Camilo recebeu passe na área e, mesmo marcado, chutou para boa defesa de Gatito Fernández. A resposta do Botafogo veio três minutos depois. Após cruzamento na área, Diego Souza subiu mais que a zaga e cabeceou com perigo, mas pela linha de fundo.

O lance animou os donos da casa, que melhoraram em campo e passaram a dominar o jogo. Os alvinegros permaneceram em busca do gol, mas pecavam nas finalizações. A equipe carioca assustou já nos acréscimos, em chute de fora da área de Alex Santana. Tiepo fez a defesa e garantiu a igualdade no intervalo.

No segundo tempo, o Botafogo voltou melhor e quase abriu o placar logo aos três minutos. Após escanteio, Alex Santana cabeceou na trave. Dois minutos depois, os alvinegros tiveram nova oportunidade. Marcinho cruzou para Alex Santana, mas desta vez o meia não finalizou com precisão.

A Chapecoense tentou equilibrar as ações, mas pouco incomodou o goleiro Gatito Fernández. O Botafogo seguia mais perigoso e mais uma vez ficou perto do gol aos 17 minutos. Diego Souza foi lançado na área e tocou na saída de Tiepo. No entanto, o zagueiro apareceu para tirar a bola antes dela ir para a rede.

Os visitantes só conseguiram chegar com perigo aos 34 minutos. Renato Kayser cobrou falta na barreira, mas pegou o rebote e chutou forte para boa defesa de Gatito Fernández.

Nos minutos finais, o confronto voltou a ficar aberto. As duas equipes buscaram o ataque, mas sem deixar espaços. Com isso, Botafogo e Chapecoense permaneceram sem levar perigo e tiveram que se contentar com o empate no Nilton Santos.

"Nós tentamos, tivemos oportunidades, mas infelizmente não conseguimos furar o bloqueio da defesa deles. Eu mesmo tive algumas chances, mas não foi o meu dia. Agora é trabalhar e pensar na próxima partida para recuperarmos esses pontos que perdemos em casa", disse o meia Diego Souza, que lamentou a bola tirada em cima da linha pelo zagueiro Gum: "Ele foi feliz e conseguiu evitar", completou.

Scroll To Top