NITERÓI/RJ
Min:   Max:

A gente só quer tudo que há de bom

Tudo na vida é baseado em relacionamentos.

Desde que nascemos, negociamos com o mundo carinho, atenção, segurança e amor, de várias maneiras.

A cada dia, especialistas em "relacionamento com clientes" tentam inventar uma “nova fórmula", mas o caminho acaba esbarrando no mesmo questionamento: Como encantar, conquistar e fidelizar clientes?

A palavra chave de hoje e de sempre, é e será, "atendimento".

O simples fato de ser educado ( algo escasso nos dias atuais) gera simpatia, credibilidade e lucro.

Organizações gastam fortunas para treinar pessoas a serem educadas.

Todas as teorias existentes sobre técnicas de negociação e relações com cliente, são inspiradas no perfil das crenças e comportamento humano. Reconhecer as características dos clientes, faz grande diferença no resultado.

Dentre a diversidade de características de clientes, destaco a seguir quatro delas que considero fundamentais na logística de abordagem em negociações.

Pessoas que vivem para ganhar: Elas acreditam na possibilidade de ter mais do que possuem. Têm boa autoestima. São abertas a mudanças. Adoram novidades.

Pessoas que vivem para não perder: São inseguras em excesso. Nutrem sentimento de escassez. São conservadoras e têm dificuldade com mudanças. O novo, assusta.

Os pacientes: São analíticos, precisam ouvir detalhes, aprofundar questões. Falam com calma, tom de voz baixo. Gostam de saber das causas antes das consequências. Lidam muito bem com planejamento, mas por vezes são lentos na execução. São menos ansiosos.

Os impacientes: São objetivos e diretos. Não querem saber dos detalhes. Costumam preferir a execução do que o planejamento. São bons em processos decisórios que exijam velocidade. Focam na solução. São mais ansiosos.

Se você quer se tornar um ótimo negociador, comece a jogar o "jogo do ganha-ganha", onde todos ganham, fornecedor e cliente. Minha experiência de vida, tem me provado que o negociador feliz é aquele que se preocupa em fazer amigos e os transforma em clientes fiéis.

Nesse sentido, outro dia me dei conta dessa “pérola” do Gonzaguinha. Na canção “É”, descobri que ele entendia, o que a gente entende, do que seja boa relação com cliente:

“A gente quer do bom e do melhor...

A gente quer carinho e atenção...

A gente quer viver todo respeito...

A gente quer é ser um cidadão...”

Scroll To Top