Rio terá inventário de emissões de gases de efeito estufa

Atualidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Rio ganhará novo inventário de emissões de gases de Efeito Estufa

Divulgação

A Secretaria do Ambiente fechou novo convênio para a elaboração do 3º Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) ano 2015 e atualização dos inventários de 2005 e 2010. Dentre as medidas previstas está ainda a avaliação da evolução das emissões de GEE em seus estados a partir do ano-base (2005). O prazo de execução do projeto é de nove meses.

A elaboração de inventários tem como finalidade o auxílio no processo de planejamento estadual, possibilitando uma racionalização das atividades que resultem em menores emissões de gases de efeito estufa. O desenvolvimento de um diagnóstico das emissões de GEE vai de encontro com o cumprimento das metas da Política Estadual sobre Mudança Global do Clima e Desenvolvimento Sustentável.

O secretário do Ambiente, André Corrêa, destacou que houve uma queda no desmatamento no Estado do Rio, conforme dados do inventário de 2005 e 2010, o que contribuiu para reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa. 

"Temos o Banco Público de Áreas de Restauração (Banpar) e o portal de restauração florestal, importantes ferramentas para avançar no cumprimento de compensações ambientais que exigem replantio. Com esses instrumentos, o empreendedor poderá realizar seus compromissos ambientais de forma clara e objetiva, e o proprietário ainda terá as áreas de sua propriedade restauradas. Além disso, estamos concluindo o mapeamento de áreas de abastecimento público que terá mapa georreferenciado, e que serão priorizadas nas nossas ações de restauração florestal", explicou André Corrêa.

O presidente do Inea, Marcus Lima, ressaltou a importância de parcerias entre o poder público, as universidades e a iniciativa privada para que se possa avançar neste tipo de trabalho. 

"O corpo técnico da secretaria e do Inea são capacitados para este trabalho. Temos cada vez mais indicadores que mostram a seriedade do nosso trabalho e isso tem efeito direto na qualidade de vida da população", afirmou Lima. 

O convênio é resultado de uma parceria entre a Secretaria do Ambiente; o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e o Centro Clima  (COPPE), entre outros.