NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Apoio à agricultura familiar em Itaboraí

A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Itaboraí deu início, esta semana, ao projeto “Desenvolvendo ações de apoio à comercialização dos produtos no âmbito da agricultura familiar”, em parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário do Governo Federal, a Universidade Unigranrio e o Instituto Brasil Social.

O projeto visa beneficiar gratuitamente agricultores do município com instalações de filtros de água e biodigestores para tratamento de resíduos sólidos nas áreas rurais.

Ao todo, cinco equipamentos serão instalados em propriedades rurais, todos no distrito de Pacheco. Os filtros foram destinados aos agricultores familiares que possuem a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), para que possam utilizar água de boa qualidade na produção.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Renato Machado, a água potável para uso na produção deve ser incolor, insípida (sem sabor) e inodora (sem cheiro), deve estar livre de materiais tóxicos e microrganismos prejudiciais ao ser humano, mas deve conter também sais minerais necessários a saúde.

“Nas cidades, a água é fornecida por empresas de saneamento básico, são tratadas adequadamente. Já no meio rural ou comunidades afastadas dos centros urbanos, a água utilizada normalmente são de pequenos córregos, rios, minas ou poços artesianos e muitas vezes sem nenhum tratamento”, explicou Renato. 

Qualidade- O secretário afirma ainda que este projeto é muito importante uma vez que possibilita ao agricultor familiar ter uma água de qualidade para o seu consumo, evitando doenças. 

Para que outros agricultores sejam contemplados, a secretaria irá buscar novos recursos para ampliar o número de equipamentos.

Scroll To Top