Banco Mumbuca no 2º distrito

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Agência está localizada na esquina da Avenida Maysa com a Rua 80

Foto: Divulgação

Os moradores do 2º distrito de Maricá ganham no próximo sábado uma agência do Banco Mumbuca. Com isso não precisarão mais ir ao Centro da cidade para abrir conta, solicitar crédito ou qualquer outro serviço. A nova agência ficará em Cordeirinho, na esquina da Avenida Maysa com a Rua 80. Esta será a terceira agência do Banco Mumbuca em Maricá. A primeira fica no Centro, a segunda foi aberta em Inoã. Segundo o diretor do Banco Mumbuca, Joaquim Melo, uma quarta agência será aberta em julho, em Itaipuaçu.

Em Cordeirinho, a inauguração terá programação intensa que começa às 8h e vai até às 17h. Na parte da manhã, além de shows culturais, o público vai ter à disposição uma feira com artesanato, gastronomia e apresentação de trabalhos de artistas plásticos. Durante a programação acontece o lançamento do Mumbucred, programa de crédito do banco. De forma simbólica, a agência vai realizar as primeiras operações de crédito para os pequenos produtores de cooperativas ou grupos coletivos.

Ainda na parte da manhã, uma mesa com a participação do secretário de Economia Solidária, Diego Zeidan, vai discutir sobre fianças solidárias – onde será colocada a proposta de Maricá dos bancos comunitários – e os desafios de também se criar um sistema de fianças solidárias das cooperativas, bancos comunitários e fundos solidários. Além do secretário, participam do debate professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o presidente do Banco Mumbuca, Joaquim Melo.

Diego Zeidan destaca que a inauguração da agência em Cordeirinho é fundamental. “É preciso levar para cada vez mais perto da população estes serviços. Desta forma, as pessoas economizam tempo para resolver suas demandas. O próximo passo é levar o banco para Itaipuaçu”, frisou.

A parte da tarde será dedicada ao segundo Mumbuchaka, que é uma parceria entre o Banco Mumbuca e a UFRJ, que buscam alternativas para melhorar o aplicativo e-dinheiro, na realização de relatórios e funcionalidade. O debate vai contar com a participação de vários professores, programadores, técnicos, desenvolvedores de Tecnologia da Informação (TI).