Centro comercial enfrenta apagão de sete horas

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Falta de energia faz lojas fecharem mais cedo e médicos de consultórios no edifício suspenderem consultas

André Redlich

O edifício comercial Trade Center, na Rua Moreira César, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói, ficou cerca de sete horas sem energia elétrica na terça-feira. De acordo com informações dos lojistas, por volta de meio-dia eles ouviram uma forte explosão que seria o transformador de um dos postes. Com o problema, muitos lojistas tiveram que fechar as portas mais cedo e os médicos de consultórios que funcionam no prédio também não conseguiram atender os pacientes.

Com as lojas fechadas, os lojistas e funcionários lamentaram os prejuízos de um mês que já é considerado de menor movimento. Uma loja de roupas feminina fechou mais cedo devido ao apagão.

“Ouvimos a explosão do transformador e logo após a luz acabou. Ficávamos revezando dentro da loja e no corredor, pois o calor estava muito intenso. Espero que não tenhamos mais esse problema. O prejuízo foi grande”, reclamou a funcionária Maria Luisa Vasconcelos. 

A funcionária de uma farmácia de manipulação informou que também tiveram que fechar a loja mais cedo.

“Ficamos abertos até as 18h, porém, não conseguimos mais atender nenhum cliente e nem fazer nenhuma medicação. O prejuízo foi grande”, conta.

O gerente administrativo do edifício, Henrique Ramos, disse que além do transtorno de ficar sem energia elétrica, os moradores dos edifícios ao lado reclamaram devido ao forte barulho do gerador que foi acionado automaticamente para que fossem usados os elevadores. 

“Espero que o problema não se repita, pois, um dia parado prejudica muito o edifício. Com o calor, são muitos aparelhos de ar condicionado ligados e acaba ocorrendo uma sobrecarga. A concessionária tem que estar preparada para esse fator”, declarou.

A Ampla informou, através de nota, que uma falha de conexão causou a interrupção no fornecimento de energia elétrica no edifício comercial. A empresa esclareceu ainda que o serviço foi normalizado no mesmo dia às 19h.