China: niteroienses em intercâmbio cultural

Niterói
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Talentos niteroienses vão representar o Brasil na China. Um aluno do Colégio Estadual Matemático Joaquim Gomes de Souza – Intercultural Brasil/China, em Charitas, será o representante do país no Chinese Bridge, uma competição mundial de proficiência em mandarim. Outros 24 estudantes da unidade vão participar do curso de verão e de futebol Summer Camp, e terão a oportunidade de conhecer os principais pontos turísticos do local. A viagem acontece na próxima terça-feira, dia 18, e a volta está marcada para o dia 8 de agosto. 

Os dois intercâmbios são realizados através de uma parceria entre a escola e o Instituto Confucius/Hanban da PUC-Rio. Para o Chinese Brigde, todos os custos de viagem do estudante que competirá com outros jovens do mundo inteiro serão cobertos pelo organizador do instituto. No ano passado, segundo a Secretaria de Estado de Educação, 451 participantes de 89 países competiram na China, sendo dois alunos de Niterói. Desta vez, com a etapa nacional já concluída, um aluno do 3º ano do ensino médio foi contemplado com a viagem para a competição mundial. 

Já o Summer Camp, o curso de verão e de futebol, é realizado na Universidade Hebei, na China. Alunos que não fazem parte do time da escola também concorreram às vagas. Essa será a segunda edição do curso, que oferece bolsas com material didático, alimentação, hospedagem e bilhetes de visitas culturais. No ano passado, 22 estudantes realizaram o curso de mandarim no país. Os 24 alunos vão acompanhados de três professores. Nesse caso, os responsáveis devem arcar com 50% do valor da passagem, com as demais despesas sendo custeadas pelo instituto.  

“Minha maior expectativa esse ano é com a competição, o jogo! Estou com muita vontade de ganhar o jogo! Eu já conheci a China ano passado, porque faço parte do time de futebol”, disse o aluno João Kelis, que está no 2º ano do ensino médio. 

Durante a viagem, os estudantes ainda têm a oportunidade de aprender mais sobre o idioma e a cultura chinesa, com a participação de uma típica cerimônia do chá e workshops sobre teatro, tênis de mesa, entre outros. Os participantes ainda vão ganhar a oportunidade de conhecer a Grande Muralha e passar um final de semana em Pequim para visitar a Cidade Proibida, um dos pontos turísticos mais procurados.