NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Consumidores seguem com problemas de falta de luz

Passados três dias do vendaval que deixou milhares de pessoas sem luz em Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí e outros 62 municípios do Estado do Rio de Janeiro, sobram reclamações sobre o serviço prestado pela concessionária Enel e os prejuízos com a falta no fornecimento de energia elétrica. Por mais de 60 horas, os moradores da Estrada Velha de Marambaia, em São Gonçalo, ficaram sem acesso à energia elétrica. Eles relataram que diversas pessoas acamadas residem na via, além de uma criança recém nascida.

“Moro com uma idosa de 73 anos que faz uso de insulina e um bebê. Além de não ter luz estamos sem água porque na minha casa utilizamos bomba. Nós não somos sequer atendidos pela Enel. Não conseguimos contato. Estamos entrando em contato com advogados para que possamos ser ressarcidos. Isso não pode ficar assim. Não podemos ficar de braços cruzados esperando o próximo temporal e a situação se repetir. Chegamos no nosso limite de paciência”, disse Aline Rosa. 

Questionada, a Enel informou que na manhã de ontem, funcionários da concessionária foram até o local para restabelecer a energia das residências da Estrada Velha de Marambaia. 

Na Rua Quintino Joaquim da Silva, no bairro Tribobó, também em São Gonçalo, os moradores tiveram que ficar com apenas uma fase da energia em suas casas. Em Itaipu Região Oceânica de Niterói, um dos bairros mais afetados da cidade pela falta de energia, moradores da Rua Santo Antônio ficaram expostos ao perigo da noite de domingo até a manhã de ontem pois muitos fios dos postes arrebentaram e foram parar no chão após o vendaval.   

Já na Zona Norte de Niterói, algumas residências da Rua Ilka Brasil Barbosa ficaram mais de 50 horas sem luz. 

Segundo a Enel, 99% dos casos de clientes que tiveram o serviço interrompido em decorrência do vendaval já foram normaliozados.



 

Scroll To Top