Doutor Estranho

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Marvel faz adaptação de um super-herói pouco conhecido, porém muito interessante

Foto: Divulgação

A Marvel dá mais um passo no universo cinematográfico e lança hoje o filme “Doutor estranho”, uma adaptação de um super-herói pouco conhecido do público para as telonas. Dessa vez, a grande produtora de quadrinhos arriscou por escolher um personagem mergulhado em um universo psicodélico, de magia e com pouco apelo à realidade (diferente dos outros heróis). 

Enquanto em “Homem-Formiga” a principal tática para apresentar o protagonista foi abusando do seu bom humor, em “Doutor Estranho” podemos conhecer a complexidade das muitas dimensões que perpassam o Dr. Stephen Strange (Benedict Cumberbatch). Após sofrer um grave acidente de carro e perder o movimento das mãos, Stephen recorre ao misterioso centro de Kamar-Taj, um lugar que ensina artes marciais. Ali ele também recebe a notícia de que o mundo está passando por uma batalha e resolve se dedicar à magia para defender o planeta.

A atriz Tilda Switnon dá vida a “Anciã”, responsável pelo treinamento físico e espiritual do protagonista. A escolha gerou controvérsia ao redor do mundo por “embranquecer” um personagem tibetano. O diretor Scott Derrickson alegou que a mudança aconteceu por motivos comerciais.  

O estúdio conseguiu surpreender com a forma como retratou o universo de Doutor Estranho, mais maduro do que as outras obras de super-heróis. Mesmo cometendo alguns erros como o excesso de piadas e um vilão nada assustador, “Doutor Estranho” é uma agradável surpresa aos que gostam de um bom filme da Marvel.