Educação de Niterói faz novos protestos

Niterói
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A greve na rede municipal de ensino em Niterói, iniciada no dia 15 de maio, continua, pelo menos até a próxima sexta-feira, quando haverá uma nova reunião entre os professores. A medida foi decretada durante assembleia realizada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe-Niterói), no Sindicato dos Bancários de Niterói, na manhã desta terça-feira (22). Segundo o Sepe, cerca de 70% dos profissionais aderiram ao movimento.

No início da tarde de ontem, os professores do sindicato protestaram em frente ao Teatro Popular Oscar Niemeyer, e acusaram de agressão guardas-municipais que faziam a segurança do local. O repórter fotográfico Marcello Almo, que fazia a cobertura do protesto, registrou ocorrência de agressão na 76ª DP (Centro) contra um dos guardas.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública determinou que a Corregedoria-Geral da Guarda Municipal apure o fato. 

Em nota, a Prefeitura de Niterói informou que, na segunda-feira, diretores do sindicato e secretários municipais assinaram um documento elaborado em conjunto que acordava um encontro do prefeito com a categoria na próxima semana, mediante o fim da greve.