Envolvido com assalto a carro-forte em Niterói é preso

Niterói
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Contra o acusado, de 25 anos, havia um mandado de prisão por latrocínio

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem acusado de pertencer ao grupo que assaltou um carro-forte no último sábado, em Niterói, foi preso nesta terça-feira (31) por policiais da Divisão de Homicídios (DH) de Niterói. Na ação, um vigilante foi morto e outro foi baleado. Wellington da Silva Soares Laranjeiras, de 25 anos, tinha contra si um mandado de prisão pelo crime de latrocínio consumado (roubo seguido de morte).

Wellington foi detido quando saída de um restaurante no Plaza Shopping, no Centro, durante operação coordenada pelos delegados Leonan Calderaro e Marcus Amin. De acordo com os agentes, o acusado não ofereceu resistência à prisão. A Polícia Civil espera que, com a captura dele, possa chegar aos outros acusados do crime.

Segundo o delegado Fábio Barucke, titular da especializada, além de Wellington, outros seis acusados de integrar a quadrilha que cometeu o crime já foram identificados e poderão ser presos a qualquer momento, uma vez que a Justiça expediu mandados de prisão temporária para todos. 

“Continuamos diligenciando para capturar os restantes, e acreditamos que faremos isso nos próximos dias. No dia do crime, nós já conseguimos identificar dois acusados. Prosseguimos com as investigações e então chegamos aos outros cinco”, disse o delegado Fábio Barucke.

Crime – Criminosos armados de fuzis roubaram dois malotes de um carro-forte da TB Transportadora de Valores no início da manhã de sábado, em um estacionamento nos fundos do Terminal Rodoviário Presidente João Goulart, no Centro de Niterói. Na ocasião, houve uma intensa troca de tiros no local, com pelo menos 12 carros alvejados. O vidro de uma lanchonete no Plaza Shopping, do outro lado da Avenida Rio Branco, também foi atingido pelos disparos. No confronto, dois vigilantes foram baleados pelos criminosos, sendo que um deles morreu no local. 

O grupo conseguiu fugir em direção a São Gonçalo, e o carro utilizado na ação foi abandonado na Covanca, com um suspeito baleado dentro do veículo. 

Vítimas – O segurança Franscismar Marques Bezerra, de 37 anos, morreu com um tiro de fuzil na nuca. Ele deixou esposa e três filhos, com idades de 3, 17 e 23 anos. 

Já o outro vigilante, de 25 anos, foi baleado na cabeça e em uma das pernas. Ele foi socorrido pelos colegas dentro do carro-forte e foi levado para o Complexo Hospitalar de Niterói, no Centro. 

Ele continua internado e o estado de saúde dele ainda é grave.