NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Feira Abarca reúne 22 expositores e atividades culturais, em Icaraí

Evento reuniu 22 expositores de segmentos como artesanato, moda, cosméticos, paisagismo e alimentação

Foto: Colaboração Ana Paula Soares

Neste domingo (22), aconteceu a quarta edição da feira "Abarca – Um lugar de sonhos possíveis" no jardim da reitoria do Centro de Artes UFF. O evento para toda a família começou cedo e reuniu 22 expositores de segmentos como artesanato, moda, cosméticos, paisagismo e alimentação. Aulas de yoga, meditação, oficinas infantis e sorteios também fizeram parte da programação. 

Idealizado por Júlia Queiroz e João Franco, a feira veio ao encontro do estilo de vida do casal, que acredita que a mudança começa com as nossas atitudes individuais. 

"A ideia é trabalharmos uma nova forma de consumo. Há uma preocupação com todos os expositores que aqui estão. Eles vivem as suas produções de maneira artesanal e não industrial. Assumiram essa como uma proposta de vida, como nós. É um cuidado nosso por acreditarmos que o veganismo é a forma mais sustentável de se estar no mundo. Não tem mais como falar de sustentabilidade e não mexer no prato de comida, por exemplo", analisou Júlia. 

Também coordenador de artes do Centro de Artes UFF, João lembra o quanto importante é ocupar os espaços públicos com programações gratuitas e abertas a todos.

"Queremos abarcar novas ideias, sonhos. O conceito da feria atende a essas questões contemporâneas de produtos que não têm processamento, nem conservantes químicos. Fizemos um edital de chamada para os expositores e descobrimos inúmeras pessoas que trabalham com esses produtos e careciam de um lugar para demonstrá-los. O nome da feira também faz referência ao antigo cassino que era neste mesmo local. O projeto arquitetônico, que se mantém em partes, lembra o formato de um barco", comentou João.

Vanessa Reis, artesã e fotógrafa exibiu, pela segunda vez em Niterói, seus quadros de point-line e objetos de decoração em macramè

Foto: Colaboração Ana Paula Soares

Para a professora de Psicologia da UFF, Ana Cabral Rodrigues, que estava acompanhada de seu filho João e alguns amigos, é preciosa a utilização dos espaços públicos da cidade por eventos como esse. 

"João está adorando! Esse tipo de evento faz a cidade mais viva como tem que ser, além de trazer a sensação de segurança de que tanto sentimos falta. Segurança pública não está relacionada apenas à polícia ou à prefeitura, está ligada também com a vida pública das pessoas", ponderou Ana.

A artesã e fotógrafa Vanessa Reis, da Arteria, estava expondo, pela segunda vez em Niterói, seus quadros de point-line e objetos de decoração em macramè. 

"Moro na Tijuca e adoro vir para este evento! O ambiente é super agradável, a organização ótima e ainda podemos contar com essa vista linda da Praia de Icaraí", avaliou.

Scroll To Top