NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Gestão integrada para salvar lagoas de Niterói

Solar do Jambeiro foi palco da assinatura do documento que tem como objetivo recuperar as lagoas de Piratininga e Itaipu

Divulgação

Foi assinado nesta quarta-feira (1°) pelo vice-prefeito Axel Grael, a concessionária Águas de Niterói e a Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara de Vereadores um documento com o objetivo de recuperar a integridade ambiental e atividades sustentáveis do sistema lagunar de Piratininga e Itaipu. O plano guiará uma ação conjunta dos órgãos municipais, estaduais e da sociedade civil pelos próximos cinco anos. O objetivo do comitê é fomentar a geração de renda por meio do turismo e da pesca, e a melhoria ambiental da bacia hidrográfica e respectiva zona costeira. 

A novidade foi anunciada por Axel na abertura da Semana do Meio Ambiente de 2016. Ele contou que todo o projeto foi elaborado pelo Subcomitê do Sistema Lagunar de Itaipu e Piratininga (CLIP). Além disso, o evento no Solar do Jambeiro contou com uma série de palestras e debates com autoridades da cidade, ambientalistas, professores, representantes de organizações ligadas à causa ambiental e sociedade civil.  

“Estamos iniciando hoje a Semana do Meio Ambiente com uma agenda intensa de eventos estruturada pela Secretaria de Meio Ambiente em parceria com outras secretarias e organizações da sociedade civil, como passeio ciclístico, limpeza de praias, plantio de mudas e outras ações”, disse o prefeito Rodrigo Neves, seguido pelo secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Eurico Toledo.

“A programação nos próximos dias terá ainda plantio de mudas e um mutirão de limpeza com a ajuda dos pescadores na prainha de Piratininga. São atitudes que colaboram para um futuro mais sustentável em Niterói”, frisou.

O vereador Daniel Marques, integrante da Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara, apresentou dados sobre a gestão da água e saneamento em Niterói. Para ele, é mais do que importante debater as questões apresentadas.

“Essas questões são importantes, sobretudo porque a cidade já possui programas ambientais importantes e decretos que foram determinantes para a conservação de áreas verdes”.


Scroll To Top