NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Governo libera quase R$ 10 milhões para hospitais universitários federais do Rio

Atividades de assistência, ensino e pesquisa de 48 unidades hospitalares — entre elas, as da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação — receberão um aporte de R$ 79.565.520. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). 

Entre as unidades hospitalares do Rio de Janeiro, de um total de R$ 9.998.057, a maior quantia será destinada ao Hospital Universitário Antonio Pedro, em Niterói, que receberá R$ 2.284.039,00. Além do Antonio Pedro, outras unidades hospitalares a receberem investimento são o Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, Instituto de Psiquiatria, Hospital Escola São Francisco de Assis, Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira, Maternidade Escola da UFRJ, Instituto de Doenças do Tórax, Instituto de Ginecologia, Instituto de Neurologia Deolindo Couto e o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho. 

O dinheiro é do Ministério da Saúde, liberado pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Ebserh, que conta com recursos do Ministério da Educação.  

De acordo com a portaria publicada no DOU, os recursos serão liberados para os hospitais quando comprovada a liquidação dos empenhos emitidos à conta dos créditos descentralizados. A ideia é não comprometer o fluxo de caixa do Fundo Nacional de Saúde, que adotará as medidas necessárias para a descentralização orçamentária. 

 A lista de hospitais que receberão os recursos e seus respectivos valores está na portaria. 

Scroll To Top