Itaboraí ganha auxiliar no tratamento de autismo

Itaboraí
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A Clínica-Escola do Autista, gerida pelas secretarias municipais de Educação e de Saúde, implantou mais um projeto com o intuito de auxiliar no tratamento de seus alunos-pacientes com o Transporto do Espectro Autista (TEA), o Jardim Sensorial.

O local conta com plantas não tóxicas, sendo plantas de cores vivas, diversificadas, ornamentais e plantas que podem servir não só para chá, mas para serem usadas como tempero no dia a dia. Dentre as plantas, hortelã, manjericão, tomilho, capim limão, alfavaca, orégano, suculenta e mais dezenas de espécies. E ainda grama, pedras e canteiro de flores.      

O projeto foi criado pela equipe de nutrição da Clínica-Escola do Autista, formada pelas nutricionistas Áurea Astulla e Karina Schuina, juntamente com a direção e coordenadoras da instituição e implementado no mês de março deste ano.  

“O objetivo é trabalhar a parte pedagógica e as questões sensoriais que estão presentes no TEA. Os pais têm nos dado sugestões e colaborado, inclusive a maioria deles tem essas plantações em casa. Aqui, todos os alunos podem participar com os terapeutas, para que eles possam se desenvolver ainda mais”, destacou a nutricionista Áurea Astulla.