NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Itacoatiara passará por revitalização

Além de resolver problemas ambientais, prefeitura vai melhorar a vista

Foto: Evelen Gouvêa

Após a aprovação do Projeto Executivo de Restauração e Conservação, por parte do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) da Prefeitura de Niterói dará início, partir de setembro, à revitalização da Restinga de Itacoatiara. 

Além da poda das árvores, serão realizadas a remoção de galhos altos ou que formam túneis, a remoção das plantas invasoras, o replantio de plantas nativas e também será realizado um modelo de cerca, já que esta não é suficiente para conter invasões ou despejo de lixo.

Segundo a presidente da Sociedade de Amigos e Moradores de Itacoatiara (Soami), Fernanda Atarian, esta poderá ser a grande oportunidade para a melhoria do local:

“A união entre Prefeitura, Inea e associação de moradores é essencial para que possamos avançar no cuidado com o espaço público. Além de resolver os problemas ambientais, como a sujeira presente na via, a vista da praia, que é internacionalmente reconhecida, ficará muito melhor.”, relata.

Em nota, a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) informa que o projeto de conservação é realizado anualmente pela prefeitura. Assim como no ano passado, em setembro será realizado o plantio de espécies nativas na restinga, a partir do programa Verdes Notáveis.

Atuação anterior - As equipes da Seconser e da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), contudo, já atuavam periodicamente no local, realizando o que era possível. Há três semanas, de 11 a 14 de junho, dez homens do departamento de Parques e Jardins, ligado a Seconser, sob a coordenação da bióloga Carla Mendes, retiraram espécies invasoras, além de reparar a cerca em alguns pontos.

Segundo Fernanda, uma verba anterior já havia sido liberada pelo BNDES especificamente para a restinga de Itacoatiara, que foi utilizada na confecção de placas de sinalização para a praia e na cerca para proteger a vegetação.

A Soami mantém um convênio com a Prefeitura e a Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) para a realização de ações de conservação da Restinga desde 2006. Como resultado, segundo a Soami, já existem trechos de espécies locais rebrotando ou se expandido na praia.

No entanto, há moradores que reclamam sobre o estado atual da restinga. Já tendo sido palco de grandes eventos, o cenário da Praia precisa, segundo alguns, de mais cuidados.
O publicitário Carlos Menezes, de 40 anos, relata um pouco dos problemas encontrados no local:

“Infelizmente, a restinga acaba sendo usada como banheiro público. A iluminação dos postes é falha e existe risco real da segurança”, destaca.
Já o empresário Ricardo Alonso, de 65 anos, comenta algumas situações já passadas no local.

“Um turista veio na região e ficou muito frustrado. Muitas pessoas não conseguem ver a vista por causa da altura da restinga. Moradores de rua dormem no local”, enumerou. 


Scroll To Top