NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Niterói registra aumento de 5,4% nos acidentes de trânsito em 1 ano

Entre os dias 6 e 10 de fevereiro, a NitTrans realizará distribuições de panfletos educativos para segurança no trânsito

Foto: Evelen Gouvêa/Arquivo

Por Giovanni Mourão

Após um decréscimo de mais de 78% no número de acidentes de trânsito entre 2013 e 2015, Niterói registrou um aumento de 5,4% de 2015 para 2016. Foram protocolados 1.087 acidentes no município em 2015, ao passo que em 2016 o índice subiu para 1.150. A campanha “Volta às Aulas” é uma das maneiras que a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) está promovendo a educação no trânsito para voltar a reduzir o índice.

Nesta segunda-feira (30), o auditório do Caminho Niemeyer recebeu cerca de 100 pessoas para uma série de palestras da campanha, com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre da importância do comportamento responsável e humano ao volante. O Coronel Paulo Afonso Cunha, presidente da NitTrans, falou a respeito do aumento de acidentes e da importância do evento.

“Estamos inserindo os agentes de trânsito no processo educativo, pois as pessoas precisam entender que, além da fiscalização, a educação é priomordial para impedir acidentes. Devido à melhoria na fluidez do trânsito e ao aumento no número de motocicletas na rua, o número de acidentes subiu ligeiramente. Esse ano, vamos tentar reverter esse pequeno aumento”, afirmou, destacando que as estradas Francisco da Cruz Nunes, Caetano Monteiro e Av. Ewerton da Costa Xavier (Av. Central) são as vias com os maiores índices de acidente na cidade.

Pela manhã, as palestras tiveram como público-alvo agentes de trânsito. À tarde, também foram ministradas palestras, direcionadas a representantes e motoristas de transporte escolar, sobre legislação no trânsito e comportamento humano, além de um curso de Direção Emocional.

De acordo com Priscilla Lundstedt Rocha, palestrante e chefe do departamento de Educação para o Trânsito da NitTrans, a campanha busca capacitar motoristas e representantes de transporte escolar.

“Estamos promovendo uma espécie de reciclagem aos motoristas, com o objetivo de fazê-los trabalhar ainda melhor e com mais controle emocional. Queremos promover a educação, pois infelizmente nossa sociedade está cada vez mais egoísta. A Direção Defensiva propõe pensar no outro, antevendo o que o próximo pode fazer de errado para poder se precaver do pior”, explicou.

À tarde, também foram ministradas palestras, para representantes e motoristas de transporte escolar, sobre legislação no trânsito e direção defensiva. Para a educadora, a sociedade não dá o devido valor para campanhas e ações de educação no trânsito.

“Atualmente, a utilização do uso celular ao volante e a falta de cadeirinhas para crianças nos veículos são algumas das principais causas de acidentes no trânsito. Todos os dias, morrem 155 pessoas no Brasil em acidentes de trânsito. É necessário que se valorize as ações educativas e o que se aprende na autoescola”, disse Priscilla Lundstedt.

Entre os dias 6 e 10 de fevereiro, a NitTrans realizará distribuirá panfletos educativos para segurança no trânsito escolar em escolas públicas e particulares.

Scroll To Top