NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Niterói tem parceria para aquecer o empreendedorismo

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, visitou na tarde desta segunda (5), a Casa do Empreendedor, no Centro da cidade, administrada pela Prefeitura, para comemorar o resultado obtido pelo local que já cadastrou mais de dois mil microempreendedores apenas este ano. Desde a inauguração, em 2016, já são 9.700 formalizados e, até o final de dezembro, a meta é chegar a 10 mil.

O prefeito aproveitou para consolidar a parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para que os microempreendedores formalizados na Casa do Empreendedor possam participar de uma maratona de palestras com o objetivo de ajudar os novos empresários a tocarem o seu negócio com sucesso, dando dicas e orientações de administração.

A maratona acontecerá na sede do Sebrae (Rua Andrade Neves 31 – Centro), e incluirá, entre outras coisas, gestão financeira para pequenos negócios, acesso a crédito e serviços financeiros, captação de recursos e rodada de negócios.

“Niterói é uma cidade que tem um grande perfil empreendedor, está à frente de muitos municípios no que se refere a atração de novos negócios e incentivo para as empresas que já estão estabelecidas na cidade. Temos uma gestão responsável e incentivamos atividades que possam manter a cidade viva e criando oportunidades de negócios”, disse o prefeito, lembrando que os interessados podem conseguir formalizar o próprio negócio em apenas 30 minutos na Casa do Empreendedor.

A abertura da Casa do Empreendedor é o resultado de um conjunto de medidas lançadas pela prefeitura no final de 2015 que favorece os microempreendedores e as pequenas empresas da cidade. Com a aprovação da Lei 3190 – 2015, sancionada pelo prefeito Rodrigo Neves, foram criadas condições para ações de apoio ao desenvolvimento desses empreendedores e auxílio na liberação de microcrédito.

“Niterói tem várias frentes para estimular o empreendedorismo, como os polos gastronômicos, o incentivo à indústria cervejeira, a revitalização do Mercado Municipal Feliciano Sodré, entre outros negócios que geram renda e emprego para a cidade”, ressalta o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Luiz Paulino Moreira Leite.

O secretário lembrou que Niterói foi considerada a sexta melhor cidade para investir, empreender e negociar no Brasil segundo a consultoria Urban Systems, que analisou o potencial de desenvolvimento econômico de 100 cidades acima de 100 mil habitantes, identificando aquelas com as melhores oportunidades para negócios. A pesquisa foi publicada na Revista Exame de 25 de outubro.  O município, que saltou do 49º lugar no ranking de 2017, também alcançou a melhor colocação no Estado do Rio de Janeiro. A cidade está acompanhada de Vitória (1º), São Caetano do Sul (2º), São Paulo (3º), Porto Alegre (4º), Barueri (5º). Na sequência, aparecem Curitiba, Belo Horizonte, Maringá e Santos.  

Leandro Luís de Sousa Marinho, coordenador Regional do Sebrae no Leste Fluminense, explica que a Semana Nacional de Crédito, organizada anualmente pelo órgão, será estendida por um mês em Niterói, em comemoração pelo aniversário da cidade.  

“Niterói tem um ambiente propício para negócios e o Sebrae é um dos grandes parceiros da Prefeitura. Nosso trabalho com os empreendedores envolve ajudar a buscar o melhor caminho para o desenvolvimento dos negócios, dando dicas de investimento, entre outras coisas”, destaca.

Scroll To Top