NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Pedalando por qualidade de vida

Passeio de bicicleta teve como fundo cartões-postais da cidade, como o Museu de Arte Contemporânea (MAC)

Foto: Douglas Macedo

Aproximadamente quatro mil pessoas participaram, neste sábado (26), do encerramento da 3ª Semana Municipal de Mobilidade de Niterói, evento que faz parte da Semana Nacional de Trânsito. A concentração dos ciclistas começou às 8 horas, na Concha Acústica, no Centro.

Eles percorreram toda a orla de Niterói, passando pelo  Caminho Niemeyer, São Francisco e Charitas. “Na última terça-feira foi o Dia Mundial Sem Carro e aproveitamos o momento para, em parceria, realizar este evento e repensar as possibilidades de se locomover pela cidade, formas que sejam mais humanas, mais voltadas para as pessoas. Mais bicicleta nas ruas significa um ar mais puro para todos. Distribuímos um folheto que discute o trânsito e mostra que ele é feito de pessoas e todo mundo tem que se respeitar. O programa tem duas vertentes: o planejamento cicloviário e  a educação cicloviária”, explica Isabela Ledo, representante do programa “Niterói de Bicicleta”, da Prefeitura de Niterói, que participou da idealização do evento. 

Um dos organizadores, o presidente da Federação de Ciclismo de Estado do Rio de Janeiro, Claudio Santos, explicou como a parceria traz motivação para todos se tornarem cicloativistas. “O evento começou no Rio, no fim de semana passado, com quase 20 mil inscritos. A federação cuida dos esportes de auto rendimento do ciclismo, como os esportes olímpicos, e vai além atuando também como cicloativista. Vemos a necessidade da implantação da malha cicloviária, mas também de bicicletários, e apoiamos o uso das bicicletas como meio de transporte limpo”, comenta Claudio.

O evento reuniu pessoas de todas as idades e foi acompanhado por 13 agentes da Niterói Transportes e Trânsito (NitTrans). Dois agentes da Guarda Municipal de Niterói e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também acompanharam os ciclistas. 

Entre os participantes da “pedalada” estavam o vice-prefeito Axel Grael, o comandante do 12º BPM (Niterói), Fernando Salema, e o coordenador de mobilidade do leste-metropolitano da Secretaria de Transporte do Estado, Breno Vidal. O analista de sistemas Rafael Cabral, de 38 anos, levou o filho Lucca, de 5, para acompanhá-lo durante a pedalada pela orla. “Moramos em Santa Rosa e viemos pedalando. Além de ser um programa diferente para fazermos juntos, serve para conscientizá-lo’, argumenta Rafael.


Scroll To Top