NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Resende segue investindo no conceito de cidade inteligente

Na última semana, foram instalados mais de 6 mil metros de cabeamento

Divulgação

Desde 2017, a Prefeitura de Resende segue em busca de consolidar o município no conceito de ‘Cidade Inteligente’, que faz bom uso da tecnologia em seu processo de planejamento com a participação dos cidadãos. Na última semana, mais um importante passo foi dado neste sentido, através do início da instalação de mais seis mil metros de cabeamento de fibra óptica, totalizando 13 mil metros de extensão. O recurso permitirá expandir o projeto de internet gratuita com alta velocidade.

De acordo com o superintendente de Tecnologia da Informação e professor de informática da rede municipal, Márcio Silvestre, a meta da expansão do cabeamento é conectar pelo menos cerca de 35 pontos da cidade, entre espaços educacionais, de saúde, de governo, de assistência e locais públicos em geral. Com isso, será possível informatizar e integrar vários serviços da Prefeitura, tornando mais consistente à estrutura do sistema de informação disponível.

Durante os primeiros sete quilômetros de cabeamento, o percurso da fibra óptica já partia da Prefeitura e se estendia até a Agência de Saneamento do Município de Resende (Sanear), contemplando pontos como o Parque das Águas, o Hospital Municipal de Emergência Sérgio Henrique Gregori e o Polo UAB/Cederj. Os próximos seis quilômetros ligarão a SANEAR à Creche São Vicente de Paula, na Rua das Violetas, no bairro Cidade Alegria.

Após o período de instalação do cabeamento, a equipe da superintendência ainda fará a configuração do sistema para que a internet gratuita possa ser acessada nos pontos previstos no planejamento, que incluem a UPA da Cidade Alegria e o Colégio Municipal Getúlio Vargas. Ainda de acordo com o superintendente, há a expectativa de aumentar ainda mais o número de pontos conectados, incluindo espaços públicos de lazer que estão passando por reforma e revitalização, pelo programa ‘Revitaliza Resende’.

‘Cidade Inteligente’ - O processo de transformação e modernização em Resende foi iniciado em 2017, com uma mudança de postura da gestão municipal. A equipe responsável pela Tecnologia da Informação é formada por servidores de carreira e o superintendente é professor da rede municipal. Esse grupo passou a assumir o controle de alguns serviços e a criar novos serviços, que atribuem mais autonomia a Prefeitura, fazendo com que a gestão pública dependa menos de outras empresas.

A mudança através de revisão de contratos gerou economia aos cofres públicos e valorizou os servidores. Entre os projetos iniciados desse período podem ser citados: a implementação de resultados de exames médicos online, assim como o histórico de exames; as plataformas de ensino “Educar” e “AVA-SME”, que promovem a capacitação dos servidores, além do portal e-OUV e do portal do servidor.

 
Scroll To Top