NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Segunda fase da força-tarefa de ordenamento no Centro do Rio

Ações de ordenamento entraram em nova fase no Rio

Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio prossegue nesta semana com as ações de ordenamento iniciadas na última terça-feira, dia 30, no Centro da cidade. Coordenada pela Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) em conjunto com as secretarias municipais de Fazenda e da Casa Civil, a operação avança para a sua segunda fase nesta segunda-feira, 6, compreendendo agora o perímetro entre as avenidas Presidente Vargas e Rio Branco e as ruas Primeiro de Março e Sete de Setembro. O bairro foi dividido em três áreas estratégicas de atuação, cada uma correspondendo a uma etapa do planejamento, que envolve diversos órgãos municipais e estaduais. O objetivo da força-tarefa é melhorar a circulação de pedestres e o trânsito na região, além de coibir delitos e aumentar a sensação de segurança.  

Balanço da área 1 - Durante a primeira fase da operação, realizada nos dias 30 de abril e 2, 3 e 4 de maio, na área delimitada pela Presidente Vargas, Rio Branco, Sete de Setembro e Largo de São Francisco de Paula, foram recolhidas 10,5 toneladas de resíduos sólidos e realizadas 86 abordagens à população em situação de rua, com preenchimento de fichas, encaminhamentos para retirada de documentos e acolhimentos. Na fiscalização do comércio ambulante, que atendeu a chamados da Central 1746, foram apreendidos 2.249 itens, entre barracas, botijão de gás, freezer e mercadorias, como roupas, bolsas, guardas-chuvas, acessórios para celular, garrafas de bebidas; e  382 quilos de doces, artesanatos, esponjas e outros produtos. O material foi encaminhado ao depósito público de Bonsucesso.   

A força-tarefa resultou ainda na fiscalização de 28 estabelecimentos, dois deles autuados (um pela falta de alvará e outro por não cumprimento de notificação anterior), e interdição de um estacionamento. A Vigilância Sanitária inspecionou 33 restaurantes, bares e outros comércios de alimentos, aplicando oito infrações, sendo sete por falta de higiene e uma por falta de rotulagem. Além das multas, os fiscais emitiram quatro termos de intimação com exigências e prazos a serem cumpridos, três para adequações estruturais e um para limpeza e organização do depósito. Um estabelecimento foi interditado.  

No trânsito, 327 veículos foram infracionados por diversas irregularidades, 161 deles do transporte complementar de passageiros (vans e kombis) e 155 removidos por estacionamento irregular e transporte de passageiros em desacordo. Na operação, oito táxis foram lacrados.  

Além de atuar na segurança dos demais agentes, policiais militares do Centro Presente prenderam três pessoas em flagrante por furtos a estabelecimento comercial e estelionato, e capturaram outras quatro com mandados de prisão pelos crimes de roubo, homicídio e não pagamento de pensão alimentícia. Quatro máquinas caça-níqueis também foram apreendidas, além de um menor de idade que responde por fato análogo a furto. A Guarda Municipal prestou auxílio a um cidadão que caiu da bicicleta e socorreu uma idosa, levada para o Hospital Municipal Souza Aguiar.  

A operação retirou ainda ligações clandestinas de água e de energia elétrica. A Rioluz fez instalações, reparos e limpeza na rede, normalizando 40 postes apagados e substituindo lâmpadas, luminárias e ignitores.  

Ambulante Legal - O trabalho integrado pela Seop prepara o Centro para receber dois programas da Prefeitura: o “Ambulante Legal”, da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF), que visa organizar e capacitar o comércio de rua; e o “Cuidar da Cidade”, da Secretaria Municipal da Casa Civil, de zeladoria e conservação urbanas.  

Órgãos - Organizada pela Subsecretaria de Operações (Subop) da Seop, a operação envolve os seguintes órgãos municipais e estaduais: Guarda Municipal (GM-Rio) e coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (CFER) e Especial de Transporte Complementar (CETC), também ligadas à Seop; as coordenadorias de Licenciamento e Fiscalização (CLF) e Controle Urbano (CCU), da Subsecretaria de Licenciamento de Fiscalização e Controle Urbano da SMF; a Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses (Subvisa); as secretarias municipais de Transportes (SMTR), Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), Conservação (Seconserva) e Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI), Rioluz, Cet-Rio, Comlurb, Superintendência e Região Administrativa do Centro, Cedae, Light, Secretaria de Estado de Governo (SEGOV - Centro Presente) e Polícias Militar e Civil. 


Scroll To Top