Obra na Avenida Brasil gera transtornos nas vias de Niterói

Niterói
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O trânsito ficou congestionado nas principais vias da cidade de Niterói durante parte da manhã

Evelen Gouvêa

Motoristas que precisaram passar pela Ponte Rio-Niterói na manhã desta quinta-feira (7) enfrentaram muita lentidão no trânsito para chegar ao Rio de Janeiro. O congestionamento foi reflexo do fechamento de uma das pista que estão em obras na Avenida Brasil, na altura do Caju, no Centro do Rio, no sentido Zona Oeste. A via, que devia ser liberada até as 5h da manhã, só foi reaberta por volta das 7h. Segundo a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), cerca de 40 mil veículos em Niterói foram afetados pelo congestionamento. 

A demora na reabertura acabou complicando o trânsito da via e os reflexos prejudicaram o trânsito na Ponte e também em seus principais acessos na cidade de Niterói. Segundo a EcoPonte, concessionária que administra a via, o tempo de travessia chegou a uma hora e 18 minutos. 

A lentidão no trânsito foi agravada por um carro que teve uma pane e parou na altura do Vão Central. Mesmo após as vias serem liberadas, a movimentação ainda continuou lenta para quem seguia em direção ao Rio.  

As avenidas Jansen de Melo e Feliciano Sodré, no Centro, e a Alameda São Boaventura, no Fonseca, Zona Norte da Cidade, ficaram bastantes afetadas e com fluxo complicado, deixando tudo engarrafado. A lentidão alcançou até vias como a Estrada da Garganta e Estrada da Cachoeira, para quem vem do Largo da Batalha e Região Oceânica. 

Segundo a Autopista Fluminense, concessionária que administra a BR-101, no trecho da Avenida do Contorno, a pista sentido Niterói chegou a apresentar lentidão entre os quilômetros 314 e 322, indo desde a Contorno até o bairro do Gradim, em São Gonçalo.  

Para tentar minimizar os impactos causados no trânsito, agentes da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) abriram uma faixa reversível atrás do supermercado Assaí até o Ponto Cem Réis, como opção para quem vinha de São Gonçalo em direção ao Centro de Niterói, passando através da Rua Benjamin Constant.  

Em nota, a Prefeitura de Niterói informou que enviará reclamação formal à Prefeitura do Rio de Janeiro e à CET Rio por conta do congestionamento causado pelo atraso na liberação das pistas da Avenida Brasil.  

Ainda segundo a nota, o trânsito na cidade de Niterói só começou a fluir por volta das 9h30. A NitTrans calcula que, pelo menos, 40 mil veículos que seguiam de Niterói para o Rio foram prejudicados pelo congestionamento.  

Com o trânsito lento por toda parte da cidade, aumentou também a procura pelo serviço das Barcas, uma das melhores opções para se chegar ao Rio. O aumento na demanda, segundo a concessionária CCR Barcas, não causou transtornos aos passageiros. Apesar do aumento no número de usuários, a empresa não teve nenhum tipo de problema, apenas um aumento nas filas que não foi muito além do considerado normal.