NITERÓI/RJ
Min:   Max:

As 18 faces de um superator no CCBB

“O Bom Pastor” (2006), “Desafio no Bronx” (1993), “1900” (1976) e “Touro Indomável” (1980) estão entre os títulos da mostra

Foto: Divulgação

Travis, Jimmy, Vito, Sam e Jake são só alguns dos personagens que foram vestidos com a pele do ator norte-americano Robert De Niro, cujas atuações poderão ser relembradas na mostra “De Niro”, que estreia amanhã, no Centro Cultural Banco do Brasil. Até 15 de julho, o espaço exibirá 18 filmes da extensa filmografia do ator, que marcou a história do cinema hollywoodiano ao ser peça importante em obras de grandes diretores – como Bernardo Bertolucci, Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, Brian De Palma – e acumular indicações nas maiores premiações, conquistando duas estatuetas do Oscar e uma do Globo de Ouro.

O curador Paulo Lima Santos teve a ideia de organizar uma mostra em homenagem a De Niro há dois anos, quando decidiu explorar seu modo particular de atuação, além de analisar o que ocorreu no cinema durante os últimos 50 anos.

“A ideia me veio pela importância do De Niro como ator da geração que surgiu na nova Hollywood dos anos 1960. Há Al Pacino, Meryl Streep e vários outros, mas De Niro é o mais emblemático porque trabalhou com uma enorme diversidade de diretores e de propostas cinematográficas”, lembra Paulo.

Tudo começou na década de 1980, quando assistiu “Taxi Driver” (1976) e “Era uma vez na América” (1984) em VHS, e “Os Intocáveis” (1987) no cinema. Depois, nos anos 1990, os marcos foram “Cabo do Medo” (1991), “Cassino” (1995), “Fogo Contra Fogo” (1995) e “Jackie Brown” (1997). 

Segundo Paulo, o processo de curadoria contou com o retorno aos filmes e leituras. 

“O recorte da mostra não é trazer apenas os filmes e os trabalhos excelentes de Robert De Niro, mas também obras significativas sobre um certo estado do cinema, ou seja, discutir a importância de um ator e de uma história do cinema dos últimos 50 anos. Assim, se há um clássico de reconhecimento artístico indubitável como ‘Touro Indomável’, há também um ‘Mera Coincidência’, que parece um telefilme e ilustra um Robert De Niro em chave mais cômica e trabalhando com outro colega de geração, Dustin Hoffman”, explica.
Todos os espectadores pagam R$ 5 (valor de meia-entrada). A sessão com acessibilidade – que exibe “Desafio no Bronx” (1993) dia 27, às 15h30 – e o debate – dia 4 de julho, às 19h – são gratuitos, com distribuição de senhas. 

O CCBB RJ fica na Rua Primeiro de Março, 66, no Centro do Rio. Até 15 de julho. Preço: R$ 5 (inteira). Horários: a consultar no site www.culturabancodobrasil.com.br/portal/rio-de-janeiro/. Telefone: 3808-2020.




 

 
Scroll To Top