NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Aliança Francesa mostra as mulheres no cinema francófono

“La belle et la meute”

Foto: Divulgação

Toda terça-feira deste mês de março, o mês da francofonia, haverá na Aliança Francesa Niterói, às 19h, uma sessão de cinema gratuita com o ciclo “Les femmes dans la Francophonie” (As mulheres na Francofonia). Cada um desses filmes conta a história e as lutas de uma mulher em seu país: Senegal, Marrocos, Congo, Tunísia, entre outros. Todos os filmes estão legendados em português e cada projeção será seguida de um bate-papo com a diretora do espaço, Julie Milhé.

“A Organisation Internationale de la Francophonie é uma comunidade internacional que reúne grupos socioculturais diversos. São mais de 30 países nos cinco continentes que têm o francês como língua oficial ou cooficial. Essa diversidade cultural francófona é celebrada anualmente no dia 20 de março, data da criação da organização”, explica Julie. 

A Semana da Francofonia é um evento anual que tem como objetivo divulgar as culturas dos diferentes países que integram a Organização Internacional da Francofonia. Os filmes serão sobre quatro países que possuem a língua francesa e, logo após cada exibição, as pessoas poderão fazer perguntas para mim sobre qualquer aspecto, seja sobre o filme ou sobre a cultura francesa”, conclui.

"À peine j’ouvre les yeux"

Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (11), será exibido “La petite vendeuse de soleil” (A pequena vendedora de sol – 1998), do cineasta senegalês Djibril Diop Mambéty, que conta a história de Sili Laam (Lissa Balera), uma destemida menina deficiente do Senegal. Ela ignora a regra de que só meninos podem vender jornais, causando irritação nos “concorrentes” do sexo oposto.

No dia 19 de março, é a vez do drama franco-tunisiano “La belle et la meute” (A bela e os cães – 2017), que estreou no Festival de Cannes 2017, e é dirigido e escrito por Kaouther Ben Hania. O filme narra a busca por justiça e respeito de Mariam (Mohamed Akkari), uma jovem da Tunísia que é violentada em uma festa. Mas o problema ao tentar provar o crime é que os acusados trabalham na polícia.

Já em 26 de março, será exibido “Félicité (Felicidade – 2016), do cineasta franco-senegalês Alain Gomis. O longa conta a saga de uma mulher congolesa em Kinshasa, cantora de bar, cujo filho sofre um grave acidente de moto. Entre cantos e músicas, perda de emprego, falta de dinheiro para tratar do filho, Félicité se mantém forte e decidida.

Encerrando a série, no dia 2 de abril será apresentado “À peine j’ouvre les yeux” (Assim que abro os olhos – 2014). O filme se passa em Túnis, na Tunísia, alguns meses antes da Revolução de Jasmim. Farah, uma garota de 18 anos, se junta a uma banda de rock e descobre a noite e suas seduções, sem suspeitar do perigo do regime político local. Para proteger a filha, a mãe dela fará o que for preciso, inclusive, reviver as feridas da sua própria juventude.

A Aliança Francesa fica na Rua Lopes Trovão, 52, Icaraí, em Niterói. 12, 19, 26 de março, e 2 de abril. Sempre às 19h. Entrada: franca. Classificação: livre. Telefone: 2610-3966.

Scroll To Top