NITERÓI/RJ
Min:   Max:

A morte como tema de arte

Exposição reúne fotografias, esculturas e pinturas que são um recorte da produção do artista retratando a morte

Foto: Divulgação

Por Nathália Lugão 

Esculturas, pinturas, gravuras, fotografias, instalações, objetos e trabalhos sonoros são algumas das obras que os niteroienses poderão apreciar na primeira exposição individual assinada pelo artista Nathan Braga, que acontece a partir desta quarta (7), na Galeria de Artes da UFF, em Icaraí. Com 12 peças em exposição, a mostra destaca um recorte da produção poética do artista, retratando a morte.

Apesar da escolha do tema ser bem comum no meio artístico, ele não dispensa homenagens ao contar sua experiência pessoal com a perda da mãe aos sete anos. Braga, que tem como objetivo levar ao público um pouco de solidariedade, parte do ponto em que cada um deve se colocar no lugar do outro quando se trata de um assunto delicado, como as perdas que acontecem na vida.

“Quero que as pessoas falem não só sobre a exposição, mas sobre suas próprias experiências. Como nunca foi uma escolha afastar completamente a morte da minha vida, eu tive que falar sobre ela, conhecê-la, estudá-la, para aprender a enfraquecê-la e conseguir conviver com ela. Não falamos e não gostamos de pensar na morte até que ela seja concreta, até que ela esteja ali,” relata Nathan Braga. 

A Galeria de Artes da UFF fica na Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí. Até 8 de setembro. Grátis. Livre. Telefone: 3674-7515.

Scroll To Top