Triângulo amoroso em cena

Entretenimento
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Daniel Blanco, Josie Pessoa e Vitor Thiré protagonizam espetáculo de Regiana Antonini

Foto: Divulgação

Uma longa amizade pode ser abalada quando dois garotos descobrem que estão apaixonados pela mesma pessoa. Com direção de Regiana Antonini, a peça “E o vento vai levando tudo embora” está em cartaz neste sábado (2), às 21h, no Teatro Eduardo Kraichete.

Inspirado na canção “Vento no Litoral”, do Legião Urbana, o texto conta a história de dois amigos que se reencontram após sete anos. Gabriel (Daniel Blanco) volta de Nova Iorque e se apaixona por Bia (Josie Pessoa), sem saber que ela é, na verdade, ex-namorada de Pedro (Vitor Thiré), seu melhor amigo. Bia terminou com Pedro porque ele era muito ciumento, e agora pretende começar um relacionamento com Gabriel. 

O espetáculo é uma continuação de “Vento no Literal”, e que, ao invés de focar na distância entre os dois, coloca o duelo entre a amizade e o amor. Enquanto Pedro é reservado e introspectivo, Gabriel é extrovertido, sonhador e de bem com a vida. Bia fica no meio desse triângulo amoroso, em busca de sua felicidade, e fugindo de uma relação abusiva. 

A narrativa se passa nos anos 90, período em que não existiam redes sociais. O tempo separado de Pedro, e quando ele volta, o desconhecimento que um tem sobre o outro são essenciais para que a história funcione. Eles se comunicavam através de um “Livro da Sorte”, uma espécie de livro mágico, em que um poderia saber como o outro estava se sentindo.

Misturando a linguagem teatral com música, o texto discute a profundidade das relações humanas , os problemas da juventude, melancolia, respeito, os ciúmes e a amizade. A autora ainda pretende fazer uma continuação chamada “Cavalos-marinhos”, que vai mostrar a amizade de Pedro e Gabriel mais velhos. 

O Teatro Eduardo Kraichete fica na Avenida Roberto Silveira, 123, em Icaraí, Niterói. Hoje, às 21h; e amanhã, às 20h. Até 10 de julho. Preço: R$ 60 (inteira). Censura: 14 anos. Telefone: 2610-3902.