NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Emusa terá concurso com 40 vagas

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, anunciou nesta terça-feira (4), durante a abertura da Semana “Olho Vivo no Dinheiro Público”, que a prefeitura irá realizar o primeiro concurso público da Empresa Municipal de Moradia, Urbanismo e Saneamento (Emusa) ainda este ano. A previsão é que sejam disponibilizadas inicialmente 40 vagas para os cargos de engenheiro, arquiteto, advogado e técnico administrativo (nível médio).

A Secretaria Municipal de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle (Seplag) será a responsável pela organização do concurso. O edital será divulgado em breve.
Rodrigo destacou que o concurso para a Emusa integra o esforço da administração para modernização e profissionalização da gestão municipal.

“Dentro dessa linha de modernização da gestão, fizemos os concursos para a Secretaria de Meio Ambiente e da Procuradoria do Município. Agora vamos dar um passo além, com a consolidação de uma proposta estruturada de modernização e profissionalização da Emusa, que durante 25 anos sempre funcionou com terceirizados ou comissionados”, afirmou o prefeito.

A secretária de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle, Giovana Victer, explicou que o concurso público da Emusa e a reformulação de sua estrutura organizacional visam à profissionalização e o aumento da eficiência na gestão da empresa.

Segundo a Prefeitura, a reestruturação é um marco na história da Emusa e também da cidade, já que há anos a população é privada de acompanhar de maneira transparente as atividades da companhia. Pesam sobre a Emusa uma série de suspeitas e investigações sobre as gestões passadas, sobre as quais o município tem trabalhado em colaboração com o Ministério Público Estadual, a quem solicitou mais informações sobre recentes denúncias.

“Trata-se de um divisor de águas. O anúncio do primeiro concurso para a Emusa depois de 25 anos de existência da empresa, num evento conjunto entre a Prefeitura e a Controladoria Geral da União demonstra o compromisso com uma nova forma de governar, com transparência e responsabilidade na utilização dos recursos públicos”, afirmou Giovana. 

Scroll To Top