Alunos se destacam na Copa Magé de Karate Interestilos

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Destaques na Copa Magé de Karate Interestilos (torneio de abertura do circuito da Federação Fluminense – FFKIRJ), os atletas da Escola Municipal Maurício Antunes de Carvalho, que fica no Boqueirão, conquistaram 47 medalhas na competição realizada no último dia 14 de abril.  

Ao todo, foram 16 ouros, 19 pratas e 12 bronzes nesta que foi a primeira disputa da equipe enquanto associação. “Desde 2013, quando iniciei meu trabalho no Maurício Antunes, são muitos os resultados satisfatórios em competições. Já estivemos no pódio do Campeonato Brasileiro, realizado no estado de São Paulo em 2014; garantimos medalha de bronze no Campeonato Mundial, realizado na Irlanda em 2015; além de participações em jogos realizados na Argentina e na Escócia. Agora, pela primeira vez alcançamos o pódio como uma associação, a Associação EMMAC”, revelou a orientadora educacional e coordenadora de projetos Manoela Costa.  

De acordo com a diretora geral do colégio, Soraya Araújo, sem o apoio da Prefeitura este sonho não teria chegado tão longe. “Sozinhos não fazemos nada, aqui temos o apoio da nossa Secretaria de Educação, a parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer, através do projeto Maricá + Esporte, e o apoio da Prefeitura no geral. Sempre acreditamos no talento das nossas crianças, agora nosso objetivo é vê-los em uma Olimpíada”, destacou. 

Para o aluno e atleta Frederick Montilha Kall, de 13 anos, hoje o esporte é fundamental em sua vida. “Faço caratê tem uns cinco anos. No começo não tinha muito interesse, mas hoje ele é fundamental na minha vida. Profissionalmente ainda não sei, tenho outros objetivos também e estou em dúvida, mas já conquistei muitas coisas, como o segundo lugar em um campeonato mundial, primeira e terceira colocações em campeonatos estaduais e nacionais, além de várias medalhas”, contou Frederick. 

Também bastante premiada, Karolyna Ashley, de 14 anos, já foi campeã mundial em primeiro, segundo e terceiro lugar, além de campeã carioca, e contou que está na modalidade há seis anos. “Comecei o caratê por curiosidade, hoje ele é muito importante não só pela saúde, mas também por levar o respeito e a disciplina para a minha vida. Sempre vou levar comigo todos os ensinamentos que recebo aqui”, afirmou. 

Orgulhosa a Sensei Renata Rocha revelou que não foi fácil alcançar este sucesso. “Chegar até aqui foi muito difícil, comecei a dar aulas com 18 anos e me deparei com muita indisciplina. Meu trabalho com o caratê na escola foi uma luta diária para mudar a postura deles dentro do tatame e também dentro das salas de aula”, lembrou, contando que atualmente a rotina de treinos se enquadra no perfil dos alunos.